Kazimerz Wojn, mais conhecido como "padre Casemiro, era polonês e tinha 71 anos (46 de sacerdócio). Foto: Arquidiocese de Brasília/Facebook/Reprodução

Kazimerz Wojn, mais conhecido como “padre Casemiro, era polonês e tinha 71 anos (46 de sacerdócio). Foto: Arquidiocese de Brasília/Facebook/Reprodução

Um padre foi morto na noite do sábado (21) durante um assalto em uma igreja de Brasília, no Distrito Federal. O sacerdote Kazimerz Wojn, mais conhecido como “padre Casemiro, tinha 71 anos e 46 de sacerdócio. Ele era polonês.

O corpo do religioso foi encontrado próximo a uma obra na igreja, com os pés e as mãos amarrados e com um arame enrolado ao pescoço.

O padre foi asfixiado pelos assaltantes, que também fizeram o caseiro da propriedade como refém. Após ficarem cerca de três horas na casa paroquial, os criminosos fugiram levando objetos do local. O caseiro conseguiu escapar e pediu socorro. Segundo a Polícia Civil, o caso está sendo investigado como latrocínio (roubo seguido de morte).

A Arquidiocese de Brasília divulgou nota informando que está acompanhando o caso. Leia abaixo na íntegra:

“É com pesar que a Arquidiocese de Brasília comunica o falecimento, nesta noite de sábado (21/9), do Padre Kazimerez Wojn ( conhecido como Casemiro), pároco do Santuário Nossa Senhora da saúde, na 702 norte. Nascido na Polônia, o Pe. Casimiro tinha 71 anos de idade e 46 anos de sacerdócio. A Arquidiocese está acompanhando o caso. Convidamos a todos para participarem do velório e da missa e exéquias na Paróquia N. Sra. da Saúde, em horários a serem divulgados tão logo possível. Rezemos por sua alma, sua família e sua comunidade paroquial”

Fonte: OP9

Leia também

DPVAT foi extinto por MP, que pode caducar, diz Bolsonaro

Presidente da República, Jair Bolsonaro, no almoço oferecido aos líderes do Brics, na tard…