Antonio Fernandes Souza, conhecido como Toninho Locutor, de 57 anos, que dirigia o carro de som em combate à pandemia em Hortolândia, morreu hoje de Covid-19. Ele estava internado no Hospital Samaritano em Campinas, há uma semana. Locutor da prefeitura, Toninho também trabalhava na função na Festa do Peão de Hortolândia. 

O prefeito Angelo Perugini (PDT) homenageou Toninho durante live nesta quarta-feira. “É a 51ª morte de coronavírus em Hortolândia. Uma pessoa especial para mim, um amigo, pessoa do coração. O Toninho Locutor, que tinha uma voz linda e passou seus últimos dias andando por Hortolândia fazendo locução pedindo que as pessoas ficassem em casa, isoladas, lavassem as mãos e que se saíssem, que usassem máscaras”, afirmou o prefeito. 

LEIA TAMBÉM

“Era um funcionário público dedicado, esforçado, lutador. Ele tinha diabetes e hipertensão, mas foi o coronavírus que levou nosso grande amigo. Por ele e as outras 50 vidas que perdemos queria pedir um minuto de silêncio”, completou. 

Boletim de Covid-19 (Divulgação | Prefeitura de Hortolândia)

Leia também

Triatletas transplantadas e EMS unidas pela doação de órgãos

Débora Reichert, Patricia Fonseca e Priscilla Pignolatti têm em comum muito mais do que se…