Moradores de Hortolândia (SP) em situação de vulnerabilidade social que precisam de cestas básicas, principalmente durante a pandemia do novo coronavírus, estão sendo vítimas de golpe para roubo de dados pessoais. A mensagem falsa usa o nome do Centro de Atendimento em Referência e Assistência Social (Cras), e servidores alertaram para o crime nesta quinta-feira (27).

Os criminosos entram em contato com as vítimas por meio de rede social, como o Whatsapp, e prometem doação de alimentos em nome da prefeitura, e se aproveitam da situação para roubar informações do morador.

A mensagem chegou até o celular de Hilka Beka Araújo, coordenadora municipal do Cadastro Único e do Bolsa Família. Ela identificou a fraude.

“Eu simulei um cadastro fake [falso] para saber até onde iria levar. Após eu colocar meus dados, meu bairro, ele pede para indicar mais cinco pessoas para continuar o agendamento. Foi aí que eu parei, para não disseminar mais essa informação, que não é verdadeira.”, contou a coordenadora.

Site falso usa ‘-gov’ e não ‘.gov’. Plataforma foi montada para aplicar golpes usando nome de unidade da Prefeitura de Hortolândia. — Foto: Reprodução/EPTV

“O site me parecia confiável, o que me chamou a atenção foi o ‘-gov’ [no endereço do site], porque a gente não usa. É ‘.gov’. mas toda a característica do site, a logo oficial, é muito parecida com o padrão.”.

Secretário municipal de Inclusão e Desenvolvimento Social, Régis Athanazio Bueno ressalta que a pessoa que cai no golpe fica esperando a cesta chegar e acaba não se inscrevendo corretamente no programa social para ter o benefício.

“Às vezes, ela liga no Cras dizendo: ‘Fiz o cadastro’. Mas esse cadastro não é da prefeitura”, explica.

Cestas básicas distribuídas pela Prefeitura de Hortolândia — Foto: Reprodução/EPTV

Com o marido desempregado há cinco meses e dois filhos para sustentar, a dona de casa Daiany Aparecida de Andrade depende da cesta básica doada pelo governo municipal. Ela foi uma das pessoas que já caiu na fraude.

“Tem que tomar muito cuidado no que a gente clica.”

Como entrar no programa social

A Prefeitura de Hortolândia afirma que a adesão aos programas sociais que fornecem o benefício na cidade deve ser feita pelos meios oficiais. O morador pode procurar a Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social ou uma das unidades do Cras.

De acordo com a administração municipal, cerca de 30 mil cestas básicas já foram distribuídas aos munícipes pela prefeitura, pelo governo do estado e também por empresas da iniciativa privada.

Formas erradas e corretas de usar máscara de proteção contra o coronavírus — Foto: Arte/G1

CORONAVÍRUS

Leia também

Coronavírus: Hortolândia soma mais 14 casos confirmados e totaliza 4.017

A Prefeitura de Hortolândia (SP) confirmou, no sábado (26), mais 14 casos de moradores inf…