A Prefeitura de Hortolândia atua com extremo cuidado para evitar o risco do contágio da COVID-19 em pacientes atendidos na rede municipal de saúde. Um exemplo disto é o trabalho do CAPS-IJ (Centro de Atenção Psicossocial InfantoJuvenil), órgão da Secretaria de Saúde, com crianças e jovens com transtornos mentais. Em virtude da pandemia, o órgão tem feito atendimentos e consultas remotas, lives e grupos de conferência online com os usuários e seus familiares. Atualmente, o órgão atende cerca de 300 pacientes, entre crianças e adolescentes de 0 a 18 anos, com transtornos moderados e graves. 

A coordenadora do Departamento de Saúde Mental, Leici Santana, explica que o objetivo das atividades remotas é manter a assistência aos pacientes e seus familiares. “É uma forma de o órgão ‘estar perto’ e manter o vínculo com os usuários. Isso auxilia a promover o desenvolvimento deles”, destaca Leici.

Para isso, a equipe multidisciplinar do órgão, formada por profissionais de psicologia, fonoaudiologia, psiquiatria, assistência social e enfermagem, elaborou uma programação diária de lives. “Os profissionais ensinam aos pacientes e familiares atividades de estimulação, principalmente para crianças com atrasos de desenvolvimento, que são a grande demanda do órgão”, ressalta Leici. 

De acordo com a coordenadora, o trabalho tem tido resultado positivo, com boa adesão dos pacientes e familiares. Nas atividades remotas, coletivas e individuais, os profissionais dão orientações, inclusive sobre higienização para evitar a disseminação do Coronavírus. 

Além das atividades online, o órgão tem feito atendimento via telefone e  via aplicativo WhatsApp. Nos casos em que há necessidade de atendimento presencial, o órgão faz o agendamento, de acordo com as normas sanitárias para evitar aglomeração, em local aberto e arejado, mantendo a privacidade do paciente. O atendimento presencial também é feito para os pacientes que não possuem recursos e equipamentos remotos. 

Já em casos em que o paciente não pode se locomover, seja por pertencer a um dos grupos de risco do Coronavírus, ou por motivo justificado, o órgão realiza atendimento domiciliar. Nestas ocasiões, a equipe também segue as normas sanitárias com o uso de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), que inclui máscaras, óculos, luvas, álcool em gel e, se necessário, máscara protetora facial (face shield). 

O CAPS-IJ também tem acolhido novos pacientes. O órgão funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h, na rua Antonio Biassi Filho, 89, Parque Ortolândia. Para mais informações, o público pode entrar em contato pelos telefones (19) 3897-1719, (19) 3897-3237, (19) 98703-2771 (WhatsApp) e pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

Fonte: Prefeitura de Hortolândia

Leia também

Covid-19: Atendimentos disparam em UPA de Hortolândia

A Unidade Respiratória da UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) Nova Hortolândia, destinada …