Para quem quer praticar a solidariedade neste momento grave da pandemia do Coronavírus, Hortolândia adere à campanha “Vacina contra a fome”, do governo estadual, para arrecadar alimentos que serão destinados a pessoas cuja situação socioeconômica foi agravada pela pandemia. O objetivo é incentivar o público-alvo que será vacinado contra a COVID-19 a doar alimentos não perecíveis que compõem a cesta básica, dentre os quais arroz, feijão, leite em pó, entre outros.

Em Hortolândia, a doação de alimentos pode ser feita no ponto de vacinação instalado no CCMI (Centro de Convivência da Melhor Idade), órgão da Prefeitura, localizado na rua Euclides Pires de Assis, 200, Remanso Campineiro. De acordo com a Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, com os alimentos arrecadados serão montados kits para entrega a mais de 400 famílias em vulnerabilidade social cadastradas nos quatro CRASs (Centros de Referência de Assistência Social) do município. 

LEIA TAMBÉM

“Precisamos deixar que a solidariedade toque nossos corações e que tenhamos um olhar diferenciado ao próximo. Um gesto como este, que é doar alimentos, tão simples, mas tão valioso, pode trazer vida para as pessoas que precisam neste momento. Que as famílias de Hortolândia sejam tocadas pelo precioso sentimento de solidariedade, para que juntos, vençamos mais este desafio causado pela pandemia”, destaca o secretário de Inclusão e Desenvolvimento Social, Francisco Raimundo da Silva.

Fonte: Prefeitura de Hortolândia

Leia também

Hortolândia fecha 10 bares por dia

A Prefeitura de Hortolândia fechou 10 estabelecimentos de comércio de bebidas por dia na p…