A cuidadora de idosos Simone da Silva Barreto, de 36 anos, moradora do Pq. São Miguel, incluiu na rotina diária em sua casa, nesta quarentena, momentos de contação de histórias para o filho Felipe, de 11 anos. O garoto tem paralisia cerebral e cardiopatia e, por isso, é uma das 150 crianças acompanhadas pela equipe de Escola Especial do Cier (Centro Integrado de Educação e reabilitação) Romildo Pardini, unidade educacional da Prefeitura de Hortolândia, vinculada à Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia. Os momentos lúdicos em família na casa do Felipe contaram com o suporte da equipe do Cier, que preparou com carinho materiais de apoio, como fantoches de papel e outras atividades. O conteúdo enviado para as famílias diverte e ajuda no estímulo e desenvolvimento das crianças.

“Todos os alunos foram contemplados com atividades específicas para este período em que as aulas estão suspensas, por conta da pandemia de Coronavírus”, destacou o diretor do Cier, Donizeti Faria. “Achei bem interessante o material que eu busquei no Cier para usar nas atividades em casa. Havia tinta guache, cola, giz de cera, bexigas e outras coisas. Mas o que o Felipe mais gostou foram as máscaras e fantoches para a contação de histórias. Até a historinha veio junto, escrita, para eu ler para ele”, avalia Simone. A mãe do aluno diz que também foi entregue pelo Cier uma lista de rotina, com horários pré-estabelecidos para atividades do dia a dia. “Pregamos na parede e tem sido útil para toda a família”, comentou.

LEIA TAMBÉM

“As atividades foram preparadas em forma de kits práticos, de acordo com os níveis de atendimento dos alunos, sendo: estimulação sensorial; vivência pedagógicas; oficinas ocupacionais assistidas; e oficinas ocupacionais de gerenciamento, capacitação e padaria artesanal”, explicou o diretor da unidade. As atividades realizadas no Cier fazem parte das ações de Educação Especial e Inclusiva oferecidas pela Prefeitura de Hortolândia.

AEE

Além dos alunos da Educação Especial atendidos exclusivamente no Cier, a Prefeitura de Hortolândia oferece o AEE (Atendimento Educacional Especializado) para 670 crianças com deficiência (auditiva, visual, múltiplas, física, síndromes autismo e surdocegueira), alunos que estão inseridos na rede regular de ensino. De acordo com a coordenadora da Educação Especial e Inclusiva, Regina Célia Dias A. Shigemoto, o AEE conta com 30 professores, que atuam nas 57 escolas municipais. “Para atender estes alunos neste período de pandemia, a equipe do AEE inicialmente orientou as famílias quanto à necessidade de ter e seguir uma rotina em casa, além de realizar atividades diversificadas, ajudando as crianças a superarem o atual momento”, explicou. Como material de apoio, as famílias receberam atividades impressas, jogos construídos pelo professor AEE e livros específicos. Além disso, conteúdo didático é postado no Blog Educação, que pode ser acessado no site da Prefeitura.

Todos os estudantes da rede municipal de ensino de Hortolândia, que frequentam as várias séries da Educação Infantil, Ensino Fundamental e EJA (Educação de Jovens e Adultos) encontram atividades específicas no Blog Educação, independente de serem ou não atendidos pela equipe do AEE. A diferença é que, no caso do AEE, os professores prepararam atividades específicas, de acordo com o desenvolvimento individual da criança. “As deficiências, as dificuldades e as limitações precisam ser reconhecidas, mas não devem restringir o processo de ensino. É necessário buscar formas, alternativas, para que todos possam aprender. Este é o nosso grande esforço”, destaca Regina.

Blog Educação

A Prefeitura de Hortolândia criou o “Blog Educação”, em que disponibiliza atividades escolares aos alunos da rede municipal de ensino, desde a Educação Infantil, Ensino Fundamental/Educação Integral até a EJA. Com o material, que pode ser conferido online no site oficial da Administração e, também, baixado para estudos offline, os estudantes mantém a rotina de estudos em dia.

A criação do “Blog Educação”, elaborado pelo Departamento de Ciência e Tecnologia, é mais uma ação para proporcionar aos estudantes da rede municipal atividades que seriam passadas em sala de aula, fazendo com que eles mantenham a rotina diária de estudos remotos. De acordo com a Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, logo no início da suspensão das aulas, as escolas entregaram às famílias dos alunos livros didáticos e paradidáticos, com atividades diversas para serem realizadas em casa.

Dentro do blog principal, clicando nos links “Educação Infantil”, “Ensino Fundamental e Educação Integral” ou “EJA”, é possível encontrar as atividades por escolas. Conforme esclarece a Secretaria e Educação, Ciência e Tecnologia, cada escola é responsável pelo seu conteúdo, com identificação do ano, disciplina, nível ou área de conhecimento, facilitando o acesso e busca pelas atividades. No blog também estão disponíveis atividades pedagógicas relacionadas à Educação Especial, Educação Física, Inglês, além de Arte e Música.

De acordo com a secretária de Educação, Ciência e Tecnologia, Sandra Fagundes Freire, as atividades do blog serão conferidas pelos professores, na escola, após o retorno das aulas. “Estamos nos adaptando para atender a comunidade escolar e acompanhar os alunos de uma forma diferenciada. As atividades permite um auxílio às famílias, para que os alunos possam estabelecer uma rotina ainda mais eficiente, em suas casas, garantindo o vínculo, a aprendizagem continuada, com muita leitura e atividades que relembram o conteúdo já visto. Mas, assim que as escolas reabrirem, as atividades serão conferidas, corrigidas e continuadas”, destacou Sandra.

Fonte: Prefeitura de Hortolândia

Leia também

Randstad em parceria com Indústria Multinacional seleciona Operador de Produção

Randstad Holding N.V. é uma empresa holandesa especializada em soluções de trabalho flexív…