Após a aproximação do juiz Marcelo Bretas com o presidente da República, Jair Bolsonaro, e o prefeito de Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) decidiu mandar uma representação ao corregedor do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Humberto Martins, com uma “reclamação disciplinar”. A informação é do blog do Lauro Jardim, do jornal O Globo.

A OAB quer que sejam apurados “atos de caráter político partidário, de superexposição e de autopromoção” supostamente praticados por Bretas.

LEIA TAMBÉM

Assinada por Felipe Santa Cruz, presidente da ordem, a representação foi feita com base na participação de Bretas em dois eventos em que o juiz esteve ao lado de Bolsonaro e Crivella, no último sábado (15/02/2020), e nos comentários feitos pelo magistrado em suas redes sociais.

Segundo o documento, Bretas “não apenas participou de evento de natureza política — festa evangélica na praia e inauguração de obra pública —, em manifesta afronta à vedação constitucional, como acompanhou a comitiva presidencial desde a chegada na cidade do Rio de Janeiro, publicando, ainda, postagens com manifestação de apreço em redes sociais”.

A OAB pede ao CNJ que seja instaurado um processo administrativo disciplinar com posterior aplicação da sanção cabível a Bretas.

Fonte: Metropoles

Leia também

Vacina contra gripe: região de Campinas começa a imunizar idosos e professores nesta terça

LEIA TAMBÉM Vacina contra gripe: região de Campinas começa a imunizar idosos e professores…