Uma mulher que instalou um aplicativo espião no celular do parceiro relatou, em entrevista ao Fantástico, da TV Globo, que foi possível ouvir e ver a relação sexual do marido com a amante. O aplicativo, cada vez mais comum de acordo com a reportagem, capta imagens por meio do aparelho celular da pessoa, que não sabe que é monitorada.

“Ouvia uma relação sexual. Escutava barulho de beijo, barulho de pegar, mão, apalpar”, relatou a mulher, que não quis ser identificada.

LEIA TAMBÉM

Segundo a reportagem, no Brasil, as tentativas de instalação de programas espiões em celulares cresceram 228% no ano passado. Muitos desses programas, cada vez mais sofisticados, são criados por detetives particulares, que instalam o app no celular do cliente.

“Tudo que ele mexia no celular, WhatsApp, nudes, fotos, eu falava assim, ‘eu quero saber onde que ele está agora’, clicava, aparecia onde ele estava, o lugar que ele estava”, contou a mulher.

A instalação desses aplicativos, porém, pode ser considerada crime de invasão de dispositivo informático. A pena é de três meses a um ano de detenção.

Fonte: Metropoles

Leia também

Cronograma para a vacinação de idosos acima de 77 anos

A Secretaria de Saúde de Monte Mor, seguindo o Plano Estadual de Imunização (PEI), informa…