O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que o jornalista Sérgio Nascimento de Camargo volta para a presidência da Fundação Palmares, após decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) derrubar liminar que o impediu de assumir o cargo. “Eu acho que o garoto que foi liberado ontem [quarta-feira, 12/02/2020] é uma excelente pessoa”, comentou Bolsonaro.

Camargo sofre forte resistência de movimentos negros. Ele já foi alvo de protestos e abaixo-assinados contra a condução à Fundação Palmares. Manifestantes chegaram a invadir o prédio dias após o anúncio do jornalista para o cargo, em novembro do ano passado.

Carregando cartazes e pedindo a expulsão de Camargo com os dizeres “negro de direita é escravo” e “Palmares não é casa grande”, o grupo entrou na sede da instituição e ocupou o sétimo andar do prédio, onde fica o gabinete do gestor.

Apesar da “garantia” de retorno, Camargo foi conduzido ao cargo pelo ex-secretário da Cultura, Roberto Alvim, demitido após parafrasear discurso do ministro da Propaganda da Alemanha nazista, Joseph Goebbels.

Agora, a pasta será comandada pela atriz Regina Duarte. Ela ainda não se pronunciou com clareza sobre a nomeação do antecessor.

Bolsonaro afirmou que a atriz, assim como qualquer outro ministro, tem o poder de indicar quem bem desejar e que ele tem o poder de veto.

Fonte: Metropoles

Leia também

Adolescente é apreendido após roubo com reféns em Hortolândia

Outros dois suspeitos de participarem do roubo conseguiram escapar ROUBO | Itens apreendid…