Quer receber as principais Notícias de Hortolândia e região pelo Facebook Messenger? Inscreva-se agora.
Anúncio foi feito pelo Prefeito Angelo Perugini, na tarde desta quarta-feira (15/05), durante entrevista coletiva no Paço Municipal

Hortolândia ganhará, neste aniversário de 28 anos, um novo cartão-postal: a Ponte da Esperança, também conhecida como Ponte Estaiada, localizada entre o Jd. Santa Rita e o Jd. Novo Ângulo. A obra, construída pela Prefeitura, integra o traçado do Corredor Metropolitano no município e será inaugurada até o dia 26 deste mês. O anúncio foi feito pelo prefeito Angelo Perugini, em entrevista coletiva, concedida na tarde desta quarta-feira (15/05), no Paço Municipal Palácio das Águas.

Apontada como uma das três principais obras de sua gestão, ao longo de três mandatos, a Ponte, além de obra viária estratégica para a cidade e a região, foi planejada de tal modo a agregar valor simbólico para o município e a população. Assim revelou Perugini, ao falar sobre o desafio de, em 2005, integrar Hortolândia ao traçado do Corredor Metropolitano. Desafio que se estende até agora, unindo a Administração Municipal e o Governo do Estado, ao longo de três gestões estaduais.

“Hortolândia é a cidade de um povo sonhador, que se transformou. Na década de 80, era um povo que tinha vergonha de ser morador da cidade, de apresentar documento de residência daqui e mentia que era de Campinas. Hoje, as pesquisas mostram que é o povo com maior autoestima da região, que tem maior satisfação de morar aqui. É a cidade de um povo vencedor, corajoso, que desafiou e conquistou uma cidade muito melhor do que era. Por isso, a Ponte vai se chamar ‘Ponte da Esperança’, pois é a cidade de um povo que tem fé. Queremos cultivar o amor no coração das pessoas”, afirmou o prefeito.

A construção da Ponte da Esperança, já na reta final, integra o PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento), iniciativa que prevê investimentos em mais de 100 obras e serviços, em todos os setores do serviço público municipal. O objetivo é promover o desenvolvimento urbano, ambiental, social e humano para que Hortolândia cresça com planejamento e sustentabilidade nos próximos 30 anos. Os recursos financeiros do PIC são fruto de parcerias da Prefeitura com os governos estadual, federal e a iniciativa privada.

Além da Ponte, integram o pacote que visa fazer de Hortolândia uma cidade mais atrativa para empresas parceiras e com melhor infraestrutura para investidores e população,  a implantação do Parque Socioambiental Lago da Fé; o avanço na coleta e tratamento de esgoto rumo aos 100%; a revitalização e reestruturação viária da Avenida da Emancipação; o asfalto no Parque Peron; as obras de revitalização e prevenção a enchentes no Centro; a drenagem, canalização de córrego e pavimentação da Rua Pará, no Jd. Nova Hortolândia; e o início da instalação de lâmpadas de LED nas avenidas Olívio Franceschini e Antonio da Costa Santos, assim como no Parque Lago da Fé.

Somente neste semestre, há previsão de início de seis novas obras, que serão realizadas com recursos liberados pelo CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina), no total de R$ 32,3 milhões. Uma delas, já licitada, prevê a abertura de nova rua atrás do Hospital Municipal Mário Covas. Neste pacote do CAF, estão incluídas a implantação do Parque Socioambiental Novo Ângulo, a duplicação da avenida São Francisco de Assis, a construção de ponte entre Jd. Novo Cambuí e Jd. Santa Fé, a pavimentação e prolongamento da Estrada do Panaíno e a construção da ponte entre o São Sebastião e o Jd. Interlagos, em processo de licitação.

“Estamos vivendo um momento de desenvolvimento e crescimento em Hortolândia, apesar de estarmos em momento de crise no País. Temos uma obra licitada e as outras começando nas próximas semanas, com expectativa de conclusão em seis ou oito meses. Já temos o dinheiro em caixa. Mas é importante que a população pense positivo e acredite, porque se pensa pequeno, se não se envolve, a cidade não cresce”, afirma Perugini, ressaltando a importância da participação popular na gestão da cidade. “Sou alguém de origem cristã, produzido pela luta do povo, pelo movimento popular. Não vim de origem técnica, nem universitária. É desafiador ser um bom prefeito em época de dificuldades. Eu acredito no desenvolvimento da cidade, que atrair empresas e gerar empregos em Hortolândia é fortalecer o pai de família para que ele não se sinta humilhado perante seu filho, que não gere briga com a esposa, que se sinta valorizado”, acrescenta o prefeito. Neste sentido, de fortalecimento da economia local, o prefeito mencionou a chegada de três grandes empresas na atual gestão: a Odata, a Mopar e a Embalixo, com geração de 1.450 postos de trabalho, entre diretos e indiretos.

Novo Hospital

Outra boa notícia é na área da saúde. A Prefeitura vai reformar o Hospital Municipal. Perugini anunciará no dia 24/05, em evento no Centro de Formação “Paulo Freire”, no Remanso Campineiro, a data em que abrirá a licitação do Novo Hospital Municipal e os detalhes do projeto. A modernização da unidade inclui a disponibilização de 97 leitos, sendo 10 em UTI (Unidade de Terapia Intensiva), para adultos; centro cirúrgico com cinco salas; tomografia; reforma do Pronto Socorro, entre outras benfeitorias.

“Neste ano, Hortolândia perdeu R$ 12 milhões só na saúde, recursos que o governo federal não mandou. O Hospital Mário Covas pode parar? As UPAs-24h (Unidades de Pronto Atendimento) ou o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) podem parar? Claro que não. Então, a Prefeitura precisa tirar de onde puder”, explica, destacando ainda a abertura de 13 farmácias nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e a meta de que, em todas as 17 unidades, até o final do ano, o paciente já saia com o remédio na mão, após passar por consulta médica.

Na área da Educação, os números surpreendem: 33% do que foi arrecadado no município foram investidos em educação de qualidade. “Temos a melhor merenda da região. Nosso foco é na qualidade de ensino. Não posso precarizar a educação mandando uma merenda ruim. Quando investimos no desenvolvimento da cidade para aumentar a arrecadação, criamos condições para aumentar o número de vagas nas escolas da rede e nas conveniadas. Além disso, as escolas de educação integral e as atividades culturais, promovidas pela Prefeitura, também são projetos de combate e prevenção à violência”, afirmou o prefeito. Atualmente, a nova merenda escolar é servida para 25 mil alunos da rede, em 58 escolas. O programa de Educação Integral já chega a 21 escolas de Ensino Fundamental, beneficiando cerca de 4.000 estudantes municipais.

Fonte: Prefeitura de Hortolândia

Leia também

Maio Amarelo realiza blitz educativa no trecho da SP-101 em Hortolândia

Atividade será nesta sexta-feira (24/0), uma parceria da Prefeitura com a concessionaria R…