– PUBLICIDADE –

A Vigilância em Saúde de Lauro Müller encontrou uma larva do Aedes Aegypti, mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus. Os agentes identificaram a larva em uma armadilha implantada pelo Programa de Combate à Dengue, próximo a unidade de Estratégia Saúde da Família – ESF do Bairro Sumaré.

De acordo com os agentes em vigilância do município, José dos Passos Ceron e Edson Mazzucco, a partir da identificação, foi iniciado o processo de delimitação de foco, que compreende um raio de 300 metros a partir do local. Dentro desta área delimitada, os agentes em vigilância e as agentes comunitárias de saúde, estão realizando inspeções nas residências, terrenos baldios e estabelecimentos comerciais e industriais. O intuito é acabar com possíveis novos focos e informar a população da importância de eliminar todo tipo de material que possa vir se tornar um depósito de água parada.

– PUBLICIDADE –

Algumas dicas para evitar o depósito de água e o combate ao Aedes Aegypti:

– dar o destino correto a pneus;

– armazenar garrafas com o gargalo para baixo;

– tratar corretamente a água de piscinas;

– checar os objetos que ficam ao ar livre (no pátio) após as chuvas;

– usar repelentes, com reaplicações a cada 3 ou 4 horas.

Nos cemitérios, os vasos de flores devem ser virados para baixo quando estiverem vazios. Os pratos que ficam embaixo deles e os plásticos decorativos devem ser retirados, pois facilitam o acúmulo de água. O lixo gerado deve ser depositado no local adequado.

— PUBLICIDADE —

Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.

Leia também

Cravi abre inscrições para oficina sobre dependência química

Encontro ocorrerá na próxima sexta-feira (26), em SP; ação é direcionada a profissionais e…