A Orquestra de Viola Caipira de Hortolândia é uma das contempladas da 4ª edição do Prêmio Inezita Barroso, que será entregue pela Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) em cerimônia no dia 6 de março, na capital paulista.

O prêmio é concedido a 10 personalidades (físicas ou jurídicas), grupos ou entidades que se destacam por sua contribuição à música caipira de raiz e à cultura sertaneja no Estado de São Paulo. Os premiados são indicados por parlamentares e pela sociedade civil.Foto: Prefeitura de Hortolândia / Divulgação

Orquestra de Viola Caipira de Hortolândia tem cerca de 30 integrantes

A Orquestra de Viola Caipira de Hortolândia foi criada em 2009 pelos violeiros Mestre Chiquinho, João Batista e Eliseu Teodoro. Atualmente, o grupo é formado por cerca de 30 integrantes, entre homens e mulheres, e conta com o apoio da Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura. Desde sua criação, a orquestra tem seu trabalho reconhecido, com constantes convites para fazer apresentações em outras cidades da região, do interior paulista e até de outros estados do Brasil.

O cantor Mauri Lima, da dupla Mauricio & Mauri, é o atual diretor artístico do grupo. A orquestra tem ainda como maestro o gerente de Cultura da Secretaria de Cultura do município, Tim Mendes.

Ainda neste ano, a Orquestra lança um CD com regravações de clássicos da música sertaneja. “É um reconhecimento ao trabalho de alta qualidade artística desenvolvido pelos violeiros da cidade”, destaca a secretária de Cultura, Alessandra Amora Barchini.

“Outro importante aspecto que devemos destacar é o trabalho de resgate da cultura caipira que a orquestra realiza, mantendo-a viva na cidade e divulgando-a para as novas gerações”, completa a secretária.

Inezita

Um dos mais importantes nomes do resgate da cultura caipira, Inezita Barroso nasceu na capital paulista em 1925. Cantora e compositora, Inezita iniciou sua carreira na década de 1950. De 1980 a 2015, apresentou o programa “Viola, Minha Viola”, da TV Cultura.

Inezita faleceu no dia 8 de março de 2015 e para homenageá-la, a Alesp sancionou em 2016 o prêmio que leva seu nome. A cerimônia de premiação sempre acontece na data de falecimento da artista.

Leia também

Coronavírus: Hortolândia confirma mais duas mortes e chega a 35

A prefeitura de Hortolândia (SP) confirmou na noite desta quinta-feira (2) mais duas morte…