Uma mulher foi presa após torturar outra e a obrigá-la a “comer areia” e pedir perdão. Segundo a Polícia Civil, a vítima seria namorada do ex-companheiro da suspeita. O caso aconteceu na cidade de Água Clara, no Mato Grosso do Sul. A autora da agressão foi detida na sexta-feira (20). Vídeos da tortura circularam nas redes sociais e chegaram até a polícia.

A cena aconteceu em um campo de areia da cidade. As imagens mostram quando a agressora insulta a vítima, chamando-a de “vagabunda” e desfere chutes contra ela e a arrasta pelos cabelos. A tortura continua, mesmo com os pedidos da vítima para que a mulher parasse.

Na casa da suspeita, os policiais encontraram maconha e de cocaína. A irmã dela também mora na residência. A polícia acredita que o local funcionasse como um ponto de venda de drogas, já que dois homens que estavam perto da casa foram flagrados com entorpecentes. Um deles era usuário e o outro também traficava. Na casa dele foram encontradas 69 porções de maconha.

As duas irmãs e o homem que também vendia drogas foram presos e autuados por tráfico de drogas. O usuário foi autuado por portar drogas para consumo pessoal e liberado.

Fonte: OP9

Leia também

BOSCH está com oportunidades para nove cargos em Campinas

A empresa disponibiliza nove vagas diferentes para a cidade de Campinas; mas há oportunida…