População usa máscaras para prevenir contaminação do coronavírus (Foto: Amanda Rocha/ACidadeON)

 
O uso de máscaras é recomendado para a população de Araraquara, principalmente para profissionais que exercem atividades essenciais como seguranças, funcionários de supermercados e padarias, que estão saindo de casa mesmo neste período de isolamento social. Os profissionais da área da saúde já são obrigados a usar o equipamento de proteção.  

A secretária municipal de Saúde, Eliana Honain, diz que o uso de máscaras é essencial neste momento, também pela população que está saindo de casa por algum motivo, como ir ao supermercado ou a farmácia.  

LEIA TAMBÉM

“Recomendamos o uso de máscaras para qualquer pessoa que está fora de casa, de preferência máscaras caseiras, para que as máscaras profissionais sejam deixadas para os profissionais da saúde”, diz Eliana.  

O uso de máscaras é recomendado inclusive para pessoas assintomáticas, ou seja, que não tem os sintomas. “Estudos mostram que as pessoas assintomáticas podem transmitir a doença, por isso, as máscaras são importantes neste momento que Araraquara está tendo transmissão comunitária do coronavírus”, reforça Eliana.  

A médica pneumologista Renata Arbex reforça a importância do uso de máscaras, mas lembra que as caseiras devem ser higienizadas com água, sabão e com ferro de passar.  

“Além disso, a pessoa não deve usar a máscara por mais de quatro horas. O ideal é que as pessoas tenham mais de uma máscara para fazer o rodízio”, diz a médica 

Outra questão importante é que a máscara deve cobrir toda a boca e o nariz. “E nunca se deve tirar a máscara pela parte da frente, porque é o local de maior contaminação”, finaliza Renata.  

PARA QUEM ESTÁ DOENTE 
Para pessoas com sintomas de gripe, ainda que leves, a recomendação é ficar e casa e procurar o serviço de saúde em casos mais graves, como febre alta e falta de ar.  
 
Em Araraquara, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da VIla Xavier está atendendo exclusivamente pessoas com sintomas da covid-19. 

Leia também

Refugiados no Brasil são contratados pela Belgo

A Belgo Bekaert, líder brasileira na transformação de arames de aço, conta com 21 colabora…