Fernanda teria ligações com uma facção criminosa rival do grupo que o autor do homicídio faz parte. Foto: Reprodução

Fernanda teria ligações com uma facção criminosa rival do grupo que o autor do homicídio faz parte. Foto: Reprodução

Um homem suspeito de matar uma mulher conhecida como “Barbie do Tráfico” foi preso em Manaus na terça-feira (24). Fernanda Caroline Chaves Pinho, de 25 anos, foi morta a tiros após receber um telefonema na noite da segunda-feira (23). Depois da ligação, ela saiu da casa noturna onde trabalhava e, na calçada do estabelecimento, foi alvejada por quatro disparos.

O suspeito fugiu a pé depois do crime. Câmeras de segurança da rua onde Fernanda foi morta identificaram o homem. Segundo a polícia, ele confessou o assassinato e relatou o ocorrido com riqueza de detalhes. Fernanda teria ligações com uma facção criminosa rival do grupo do qual o autor do homicídio faz parte.

De acordo com informações preliminares, Fernanda trabalhava como garota de programa e já havia sido presa duas vezes. Em janeiro de 2016, ela foi presa no aeroporto de Manaus quando levava 40 quilos de maconha do Paraguai. Ela foi condenada a cinco anos e dez meses de prisão, mas fugiu depois de sete meses na cadeia.

Em dezembro do mesmo ano, Fernanda foi presa novamente, desta vez em Porto Alegre, quando planejava voltar a Manaus depois de visitar o namorado. Ela ficou presa até julho de 2018 no Rio Grande do Sul, quando recebeu a liberdade provisória por conta de uma gravidez e então retornou a Manaus.

Fonte: OP9

Leia também

DPVAT foi extinto por MP, que pode caducar, diz Bolsonaro

Presidente da República, Jair Bolsonaro, no almoço oferecido aos líderes do Brics, na tard…