Interessados podem se inscrever para integrar o corpo docente da Escola de Gestão que ministrará cursos e capacitações

Servidores que gostam de compartilhar conhecimentos com outras pessoas podem fazer isso a partir de agora, com apoio da Prefeitura. A Escola de Gestão Pública de Hortolândia (EGPH), órgão da Secretaria de Administração e Gestão de Pessoal, publicou o edital de chamada para o programa “Instrutor-Servidor”. Os interessados podem se inscrever para integrar o corpo docente do órgão que ministrará cursos e capacitações, oferecidos pela Administração, para a população e servidores dos demais órgãos e secretarias municipais. As inscrições podem ser feitas até o dia 15 de maio na própria Escola de Gestão, que fica dentro do HORTOFÁCIL, localizado na rua Argolino de Moraes, 405, Vila São Francisco, ou pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. . 

Os interessados têm que preencher a ficha de cadastro, que consta do edital, publicado na edição de sexta-feira (12/04) do Diário Oficial Eletrônico. O edital está disponível por meio do seguinte link: http://www.publicacoesmunicipais.com.br/eatos/#visualizador;p=58603;src=s. Junto com a ficha, o servidor também tem que entregar cópias de títulos que comprovem sua formação acadêmica e profissional. No caso de inscrição via e-mail, o interessado deverá enviar mensagem para o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. , à qual deverá anexar as imagens, no formato PDF, da ficha de cadastro, preenchida e assinada, e dos títulos. 

O gerente do órgão, Carlos Maldonado, explica que, por meio do programa, a Prefeitura busca reconhecer e valorizar os conhecimentos e as experiências que os funcionários municipais adquiriram ao longo de suas carreiras.

De acordo com Maldonado, o órgão prevê, até o primeiro trimestre de 2020, a realização de cursos e capacitações sobre temas variados, tais como atendimento ao público, combate à violência contra a mulher e ao feminicídio, elaboração e gestão de projetos, orçamento público e gestão financeira, compras públicas, desenvolvimento de equipe, informática, Libras (Língua Brasileira de Sinais), dentre outros. A programação completa de cursos e atividades consta do edital. Os servidores que se inscreverem no projeto poderão propor a realização de outras atividades.

Os servidores que atuarem no programa receberão gratificação de acordo com o nível de complexidade específica de cada curso ou capacitação a serem ministradas. As atividades estão divididas em cinco níveis de complexidade: Nível I: experiência prática comprovada e curso específico; ensino médio; ou, ensino médio em nível técnico; Nível II: graduação, bacharelado ou licenciatura, normal superior, tecnólogo; Nível III: pós-graduação lato sensu ou MBA; Nível IV: mestrado acadêmico ou profissional; e Nível V: doutorado e pós-doutorado. A tabela com os valores das gratificações, divididas nos Níveis de I a V, também consta do edital. A gratificação será dada por hora-aula com duração de 60 minutos. Os servidores interessados em participar do programa podem obter mais informações por meio do telefone 3965-1423, ramais 6947 e 6953, ou pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

ESCOLA DE GESTÃO

A Escola de Gestão foi criada em 2006, no primeiro mandato do prefeito Angelo Perugini, inicialmente como um programa de valorização e capacitação dos servidores com o objetivo de melhorar a qualidade dos serviços públicos prestados pela Prefeitura à população. 

Depois, em 2010, no segundo mandato de Perugini, a Escola de Gestão foi elevada à categoria de divisão vinculada ao Departamento de Gestão de Pessoal da então Secretaria de Administração. Ao longo de 13 anos de funcionamento, a Escola de Gestão já capacitou milhares de servidores municipais.

Neste ano, a Escola de Gestão passou à condição de departamento da Secretaria de Administração e Gestão de Pessoal. No mês passado, a Prefeitura publicou no Diário Oficial Eletrônico decreto que redefine o marco legal do órgão. “O decreto institui a Escola de Gestão como gestora técnica das atividades de capacitação para os servidores municipais. Regulamenta o programa de capacitação e aperfeiçoamento, afastamentos para as capacitações, gratificação por encargo de curso e concurso, entre outras ações”, explica Maldonado.

Fonte: Prefeitura de Hortolândia

Leia também

Cravi abre inscrições para oficina sobre dependência química

Encontro ocorrerá na próxima sexta-feira (26), em SP; ação é direcionada a profissionais e…