Revoltados com a morte da menina Maria Clara Calixto Nascimento, populares pedem Justiça e a soltura do assassino para ser linchado. Eles estão concentrados na frente da Delegacia de Polícia de Hortolândia. A Polícia Militar jogou bombas de efeito moral para conter a multidão. Os manifestantes atearam fogo em pneus e bloquearam a passagem de veículos.

Por volta de 13h25 desta sexta-feira, policiais militares começaram a negociar com os manifestantes – amigos, familiares e populares – , para liberação da via na frente da delegacia. Bombeiros apagaram as chamas nos pneus colocados na pista para bloquear a passagem de veículos.

A frente da delegacia foi interditada, por causa do risco de invasão para linchamento do acusado do crime e da mãe da vítima, que também presta depoimento e está sendo investigada por supostamente participação no crime.

Leia também

Coronavírus: prefeituras da região de Campinas confirmam novos casos nesta terça-feira, 26 de janeiro de 2021

LEIA TAMBÉM Coronavírus: prefeituras da região de Campinas confirmam novos casos nesta ter…