Um pacote de farofa com 364g de cocaína foi barrado no CPP (Centro de Progressão Penitenciária) de Hortolândia na manhã de terça-feira (18). O pacote com a droga foi enviado via Sedex para um sentenciado. Esta é a segunda tentativa de levar drogas ao presídio em pacote de farofa e a quinta tentativa de introduzir drogas e outros produtos ilícitos escondidos em alimentos e remetidos pelos Correios no Complexo Penitenciário Campinas/Hortolândia.

A informação é da SAP (Secretaria de Administração Penitenciária). Foi registrado um boletim de ocorrência na Delegacia de Hortolândia e a unidade prisional instaurou procedimento disciplinar para averiguar se o preso, que receberia a encomenda, teve participação no caso.

LEIA TAMBÉM

Na quinta-feira, 6 de agosto, também foram encontrados 240g de maconha em um pacote de farofa, destinado a sentenciado no CPP de Hortolândia.

Esta foi a quinta tentativa de entrar com produtos ilícitos nas unidades do complexo. Na sexta-feira passada (14), uma pessoa enviou 43 gramas de maconha escondidas em uma embalagem de pão de forma para um sentenciado também do CPPH de Hortolândia. Segundo a SAP, a droga foi enviada por Sedex, pela mãe de um sentenciado.

Outra tentativa ocorreu na quarta-feira, 12 de agosto, quando enviaram uma placa de micro celular no meio de um pão com destino a um preso da Penitenciária 2 de Hortolândia.

A primeira delas ocorreu na quarta-feira, dia 5 de agosto, quando maconha sintética estava escondida no interior de pão de forma enviado por correio a um preso no CPP (Centro de Progressão Penitenciária) Professor Ataliba Nogueira, em Campinas.

Em todos os casos, a SAP abriu procedimento investigatório para apurar o envolvimento dos destinatários dos produtos.

Leia também

GREENBRIER MAXION – EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS FERROVIÁRIOS S.A divulga oportunidade(s) para Estagiário(a) Segurança do Tra…

Descrição Requisitos: – Cursando Superior em Engenharia (até o 3º ano);LEIA TAMBÉM G…