A Prefeitura de Monte Mor realiza neste sábado (29 de agosto) o Dia “D” para vacinação contra o sarampo. A iniciativa ocorre em nove Unidades de Saúde da Família das 8h às 17 horas e no Centro de Atenção Integrada de Saúde (CAIS) do Jardim São Sebastião das 8h às 12h.
A vacinação contra o sarampo é indicada para a população de seis meses a 49 anos. A vacina para o sarampo é a tríplice viral, que previne ainda contra a caxumba e a rubéola. O sarampo é uma doença que pode evoluir para complicações e levar à morte. Os principais sintomas são febre, manchas avermelhadas na pele do rosto e tosse persistente. “É importante que as pessoas levem a carteirinha de vacinas, especialmente das pessoas com idade entre seis meses a 29 anos para verificar a quantidade de doses já recebidas. Caso só tenha uma dose o reforço é importante. Já para o público entre 20 a 49 anos a vacina deve ser realizada independente do número de doses já recebidas”, explicou a secretária municipal de Saúde Priscila Lauria Chacon.
Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, todas as pessoas destas faixa etária, mesmo quem já teve a doença, devem comparece às UBSs ou a um dos postos móveis.
A campanha da vacina contra o sarampo, que começou em 15 de julho, já vacinou 1.971 pessoas com idade entre 6 meses a 49 anos. Todas as medidas de prevenção contra o Coronavírus serão respeitadas durante a ação e o uso de máscaras é obrigatório e essencial para evitar contaminação do coronavírus.
O calendário nacional de vacinação prevê, na rotina dos postos, a aplicação da tríplice aos 12 meses (dose 1) e também aos 15 meses (dose 2) para reforço da imunização com a tetraviral, que protege também contra varicela. Além disso, há a “dose zero” para os bebês com seis meses ou mais.
O Programa Estadual de Imunizações estabelece que crianças e adultos, com idade entre um ano a 29 anos, devem ter duas doses da vacina contra o sarampo no calendário. Acima desta faixa, até 60 anos, é preciso ter uma dose.
Não há indicação para pessoas que nasceram a partir de 1960, pois esse público potencialmente teve contato com o vírus no passado, possuindo imunidade por toda a vida. Portanto, não há recomendação para este público na diretriz do Ministério da Saúde.
A vacina é contraindicada para bebês com menos de 6 meses, bem como para pessoas imunodeprimidas e gestantes. As salas de vacinação estão orientadas a fazer triagem de crianças que tenham alergia à proteína lactoalbumina, presente no leite de vaca, para que estas recebam a dose feita sem esse componente.
“As pessoas que tiverem dúvidas quanto à imunização adequada sobre esta ou qualquer outra doença devem procurar o posto mais próximo, de preferência com a carteira vacinal em mãos, para que um profissional de saúde verifique a necessidade de atualização e aplicação de novas doses ou de reforço vacinal”, complementa a secretária municipal de Saúde Priscila Lauria Chacon.

Fonte: Com informações da Prefeitura de Monte Mor

LEIA TAMBÉM

Leia também

BOLETIM 185: MONTE MOR REGISTRA NESTA QUARTA-FEIRA MAIS NOVE CASOS POSITIVOS DO NOVO CORONAVÍRUS E TOTAL CHEGA A 1490

A Prefeitura de Monte Mor, por meio do Comitê de Enfrentamento e Prevenção ao Novo Coronav…