O Departamento de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde de Monte Mor, por meio do setor de Controle de Endemias, dentro da programação da Semana Estadual de Prevenção e Controle da Leishmaniose Visceral, realizada pelo Governo do Estado de São Paulo até o próximo dia 15 de agosto, vem desenvolvendo ações de conscientização sobre a doença.
A coordenadora do setor de Controle de Endemias, Verônica Paviotti, está encaminhando a arte de divulgação da campanha estadual para todas as clínicas veterinárias e agropecuárias do município, abordando os aspectos da Leishmaniose Visceral. “O objetivo é compartilhar conhecimentos sobre esta enfermidade para que a mesma possa chegar até a população”, disse Verônica.
Desde o ano de 2012, a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, promove a Semana de Prevenção e Controle da Leishmaniose Visceral. Este ano o tema é Leishmaniose Visceral: # eu apoio e faço parte.
A Leishmaniose Visceral (LV) é uma doença grave causada pelo protozoário Leishmania infantum e transmitida por meio de um vetor, o inseto flebotomíneo Lutzomyia longipalpis conhecido por mosquito-palha. É uma doença grave também para os cães domésticos, que são considerados importantes reservatórios do parasita. A transmissão entre pessoas e animais ocorre apenas através da picada do flebótomo.
Apesar de grave, a LV tem tratamento para os humanos. Ele é gratuito, está disponível na rede de serviços do Sistema Único de Saúde. Já o tratamento dos cães infectados autorizado pelo Ministério da Agricultura é caro e tem eficácia limitada. Além disso, mesmo que os sinais clínicos desapareçam, muitos animais tratados continuam como portadores do parasita LV, representando um risco à saúde de humanos e cães sadios, caso haja presença do inseto transmissor na área.
“O uso de coleiras com produtos químicos repelentes é uma maneira segura e cientificamente comprovada de proteção para os animais, evitando que se infectem com o agente causador da Leishmaniose Visceral”, esclareceu a coordenadora.

Fonte: Com informações da Prefeitura de Monte Mor

LEIA TAMBÉM

Leia também

Aulas na rede municipal de Hortolândia recomeçam em fevereiro, de maneira remota

As aulas na rede municipal de Hortolândia recomeçam em fevereiro, inicialmente, de maneira…