A lagoa localizada no Parque Ambiental “Remanso das Águas”, em Hortolândia (SP), tem sofrido as consequências da poluição que ocorre no local e das altas temperaturas registradas no município. De acordo com os moradores das imediações, há pelo menos dois meses a água está tomada por aguapés.

A reportagem da EPTV, afiliada da TV Globo, visitou a lagoa nesta sexta-feira (4) e constatou que a vegetação aquática cobre quase totalmente a água, formando um “tapete” verde no local. Além disso, há lixo jogado entre os aguapés.

Alta quantidade de aguapés forma ‘campo’ verde em lagoa de Hortolândia (SP) — Foto: Reprodução/EPTV

Em dezembro de 2017, uma reportagem da EPTV mostrou que a lagoa do Remanso das Águas enfrentava problemas de assoreamento. A respeito da poluição no local, em abril de 2019, foi noticiado que havia lixo sendo jogado nas águas.

Problema gerado por calor e poluição

O histórico de poluição e assoreamento na lagoa é relevante porque, de acordo com o engenheiro ambiental Allan Duarte, contribui diretamente com a formação dos aguapés.

“O que alimenta o aguapé é a matéria orgânica. A principal fonte de matéria orgânica que nós temos neste ambiente é, possivelmente, a entrada de esgoto. A entrada de nutrientes pelo esgoto, aliada com as altas temperaturas que nós estamos vivendo, cria o ambiente para essa proliferação absurda”, explica.

O que diz a prefeitura?

Em nota, a Prefeitura de Hortolândia informou que a limpeza da lagoa teve início no primeiro semestre de 2020 e que segue em andamento até o momento. Enquanto estava no local, a EPTV encontrou veículos e equipamentos que sugerem a realização deste trabalho.

“Os resíduos das margens já foram removidos e a etapa atual compreende a retirada de areia do fundo do lago. O último passo é a limpeza dos aguapés que se formam na camada superficial da água”, disse a administração municipal no texto.

Questionado sobre a eficiência do trabalho feito pela prefeitura, Duarte explica que os procedimentos realizados são importantes, mas não suficientes.

“O trabalho tem que ser feito em etapas. Imediatamente, o desassoreamento, mas para que o trabalho tenha um efeito duradouro, é preciso identificar a fonte de poluição que está entrando aqui e impedi-la”, explica.

Leia também

Familiares e amigos se despedem de Lucas Praxedes em Campinas

LEIA TAMBÉM Familiares e amigos se despedem de Lucas Praxedes em Campinas Analista de Cobr…