A Prefeitura de Hortolândia pediu ao Governo do Estado que os professores da Rede Municipal de Ensino sejam vacinados contra o coronavírus antes da volta às aulas presenciais, em 1º de março. A informação foi revelada pelo Executivo nesta quarta-feira (10). Até o momento, é a primeira prefeitura da região a fazer o pedido.
Os sindicatos dos professores das redes estaduais e privadas da região, que já retomaram aulas presenciais desde o início de fevereiro, pedem desde o ano passado que a comunidade escolar seja vacinada com prioridade.
Nove escolas estaduais da região têm professores ou funcionários infectados pelo coronavírus, dois deles faleceram esta semana, de unidades de Americana e Hortolândia. O Estado diz que afasta os casos positivos e que manterá as aulas. Na rede particular, escolas de Campinas tiveram surto de coronavírus na primeira semana de fevereiro, inclusive com alunos infectados, e suspenderam as aulas presenciais.
O TODODIA questionou as prefeituras da região, perguntando se o município planeja vacinar professores antes da volta presencial em 1º de março.
Em nota, a Prefeitura de Hortolândia, por meio da Secretaria de Educação, informou que a Administração “está em um pleito, junto ao Governo do Estado, para que os profissionais da Educação também façam parte do grupo prioritário de vacinação, e a ação seja realizada antes da retomada presencial das atividades escolares”. O Executivo encerra a nota frisando que a decisão compete ao governo federal.
OUTRAS CIDADES
A Prefeitura de Americana respondeu que segue as normativas da Secretaria Estadual da Saúde e do Programa Nacional de Imunização, “adequando-as à realidade local”, e que “por enquanto não houve determinação para antecipar a vacinação nessas populações”.
A Prefeitura de Sumaré disse que segue o plano de imunização do Estado. As prefeituras de Nova Odessa e Santa Bárbara não responderam. Sobre o pedido da Prefeitura de Hortolândia, o Governo do Estado respondeu que a decisão dos grupos prioritários é do Ministério da Saúde, que foi indagado, mas não respondeu.
Vereadores da região também pediram para que os profissionais da Educação sejam vacinados antes da volta às aulas. Em Americana, a pedido da Professora Juliana (PT), a Câmara fará audiência pública dia 23 de fevereiro, para debater as condições e os impactos da volta às aulas.
Em Santa Bárbara, Celso Ávila (PV) e Nilson Araujo e Arnaldo Alves, do PSD, fizeram requerimento e moções. Em Sumaré, vereadores do Republicanos,Raí do Paraíso, Valdir de Oliveira e Fernando do Posto, e Dr. Hélio Silva (Cidadania) também fizeram moções.

LEIA TAMBÉM

Leia também

Boletim 40/21: Secretaria de Saúde de Monte Mor informa que 18 pessoas do município estão hospitalizadas por conta da Covid-19

Em seu quadragésimo boletim, a Secretaria de Saúde de Monte Mor informa que hoje, 25 de fe…