Quer receber as principais Notícias de Hortolândia e região pelo Facebook Messenger? Inscreva-se agora.

Escritório comercial do Governo de São Paulo em Xangai

Nesta sexta-feira (9), último dia da Missão China, o Governador João Doria inaugurou o escritório comercial de São Paulo em Xangai. Trata-se de um espaço criado com o objetivo de fortalecer e ampliar as relações econômicas com a China, além de detectar oportunidades de novos investimentos. Doria também apresentou um balanço dos resultados positivos colhidos durante a viagem.

Veja também
Huawei anuncia nova fábrica de US$ 800 milhões no Estado de SP
Governo abre negociações com gigante chinesa da área de transportes
Governo discute abertura do mercado chinês para o etanol
SP abre as portas para investimento de gigante de energia
Governo assina acordo de cooperação com maior incubadora chinesa
Chineses mostram interesse no trem intercidades

“Estamos muito satisfeitos com o resultados conquistados durante nossa primeira missão à China. Assinamos acordos importantes com grandes empresas chinesas nas áreas de tecnologia, educação, saúde, agronegócio, saneamento, entre outros. Ainda há muito a ser explorado mutuamente, e nosso escritório será o espaço para esses negócios”, afirmou o Governador.

Escritório InvestSP

Instalada no coração econômico de Xangai, a estrutura própria foi idealizada por João Doria. É o primeiro escritório da InvestSP instalado no exterior pelo Governo de São Paulo. Com custo zero para o Estado, já que é financiado 100% pela China, o escritório tem recepção, duas salas de reunião e uma grande sala com estações de trabalho, tudo distribuído em 125 metros quadrados.

Em março de 2020, uma nova representação, dessa vez em Dubai, será inaugurada.

“Nosso escritório foi criado para que os empresários chineses e brasileiros possam usufruir de uma estrutura completa. Aqui teremos espaços de reunião, espaços para incubação de novas empresas e todos poderão participar desse projeto como associetade partners”, explicou o presidente da InvestSP, Wilson Mello.

Balanço da Missão China

Em busca de investimentos para o Estado de São Paulo, o Governador João Doria, juntamente com um grupo de empresários e cinco secretários de Estados (Agricultura e Abastecimento, Desenvolvimento Econômico, Fazenda e Planejamento, Transportes Metropolitanos e Relações Internacionais), desembarcou na segunda-feira (5), na China, onde realizou dezenas de encontros com grupos chineses interessados tanto em comprar produtos paulistas quanto investir em São Paulo.

Na área de infraestrutura, o Governador assinou um protocolo de intenções com a CR20, subsidiária da gigante de infraestrutura China Railway Construction Corporation (CRCC), um dos 50 maiores grupos empresariais do mundo, com sede em Xian. O protocolo assinado é a manifestação de interesse da companhia chinesa em participar das disputas da licitação do Trem Intercidades, que ocorrerá até o fim do primeiro trimestre de 2020, da Linha 6-Laranja, do Metrô da capital, pode ocorrer ainda no mês de agosto, e do projeto de despoluição do Rio Pinheiros está previsto para conclusão ainda no próximo ano.

Por meio do Instituto Butantan, o governo paulista assinou um importante acordo com a Bravovax, sediada na província de Hubei, para a colaboração do centro de pesquisa brasileiro com a companhia chinesa no desenvolvimento de vacina pentavalente contra o rotavírus.

No segmento de pesquisa e tecnologia, o governo paulista assinou acordo de cooperação técnica com a Innoway, incubadora da Prefeitura de Pequim que integra o distrito de inovação de Zhongguancun, considerado o Vale do Silício chinês, para o intercâmbio de startups, treinamento e capacitação de gestores de incubadoras e eventos entre os dois países na área de inovação.

Com a China National Cereals, Oilsand Foodstuffs Corporation (COFCO), maior trading do setor agropecuário no mundo, o governo de São Paulo discutiu, entre outras coisas, a abertura do mercado chinês para o etanol paulista, o aumento da exportação de proteína animal e a expansão das operações portuárias.

Por meio do Presidente da InvestSP, o Estado de São Paulo também assinou, com o presidente do Bank of China no Brasil, Zhang Guanghua, acordo de cooperação para promover os investimentos e as relações econômicas entre o São Paulo e a China. O documento foi firmado na sede mundial do banco chinês, em Pequim, durante o primeiro dia da Missão China. A ideia é que tanto a InvestSP quanto o Bank of China identifiquem empresas com potencial para geração de negócios e investimentos na China e em território paulista, permitindo uma conexão entre elas.

No último dia da missão, em reunião com a Huawei, maior empresa de equipamentos para redes de telecomunicações no mundo, que anunciou investimentos nas áreas de pesquisa e educação, além da construção de uma nova fábrica em São Paulo, com um aporte de US$ 800 milhões nos próximos três anos.

“Durante a missão, a secretaria de Relações Internacionais teve o importante papel de unir as diversas pontas interessadas em negócios com o estado de São Paulo. Nos meses de setembro, outubro e novembro já temos encontros programados diretamente com o governador e com secretários, em São Paulo. Essa viagem foi o início de uma série de oportunidades e de ações concretas que, ou já estão acontecendo, ou acontecerão nas próximas semanas”, resumiu Julio Serson, secretário de Relações Internacionais.

Fonte: Estado de SP

Leia também

Judô de Hortolândia conquista medalhas de ouro e prata no Chile

Roberta Yamashita e Elsa Ikeda representaram Hortolândia e o Brasil em competição Sulameri…