Os dados foram divulgados pelo prefeito Angelo Perugini (PDT) durante live nesta quarta-feira (8)

A Unidade Respiratória da UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) Nova Hortolândia, destinada para pacientes com Covid-19, está atendendo uma média de 150 pessoas por dia desde o início do mês, em Hortolândia. No mês passado, a média de atendimentos diários era de 67 pessoas, ou seja, mais que dobrou. Os dados foram divulgados pelo prefeito Angelo Perugini (PDT) durante live nesta quarta-feira (8). 

“Significa o que? Significa que a unidade respiratória está lotada, cheia de gente. Quem não acreditava que o contágio é perigoso, agora tem esses números. Está provado pela matemática, não faz o isolamento acontece a contaminação. Quantas pessoas vão perder a vida por causa do excesso de pessoas na rua?”, questionou o prefeito. 

Em abril, a média de pessoas atendidas por dia na Unidade Respiratória era de 21 e em maio de 30 pessoas.
Perugini também destacou que antes da flexibilização da quarentena, que durou todo o mês de junho, Hortolândia tinha 181 casos de coronavírus.

“É uma subida exagerada. A retomada responsável muita gente não entendeu como responsável. Depois que foi anunciada, as pessoas passaram a sair mais a passeio, isso é preocupante”, aponta o chefe do Executivo. “Teve quantidade grande de aglomerações, festas em chácaras, muita irresponsabilidade”. 

Perugini mostrou dado da prefeitura que informa que a ocupação de leitos na RMC (Região Metropolitana de Campinas) é de 90% nos últimos sete dias.
“Campinas está tudo ocupado, temos 30 moradores de Hortolândia em UTI na região e na Capital.” afirmou Angelo.

Leia também

Confidencial divulga oportunidade(s) para Assistente de Recursos Humanos – v2089669

Descrição Descrição da Vaga: Realizar as requisições e alterações de benefícios: Convênio …