Até o fim do ano passado, 41.971 presos foram infectados por Covid-19 em todo o Brasil

Coronavírus no sistema carcerário é uma 'bomba-relógio'
Foto: Arquivo/Agência Brasil

Por: Isabela Alves

LEIA TAMBÉM

De março de 2020 até o dia 31 de dezembro, 11.469 presos foram infectados pelo novo coronavírus, causador da Covid-19, em São Paulo. A informação foi divulgada pela Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) através da Lei de Acesso à Informação.

O número de presos infectados representa 0,7% do total de pessoas que tiveram teste positivo para a Covid-19. Foram contabilizadas 35 mortes em 24 presídios. 

De acordo com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ ), até o fim do ano passado, 41.971 presos foram infectados por Covid-19 em todo o Brasil.

Desse total, 40,6% estavam no Sudeste, 22,2% no Centro-Oeste, 15,3% no Sul, 15% no Nordeste e 6,9% no Norte. Foram 129 mortes no total. 

Uma das unidades prisionais que mais passam por superlotação em São Paulo é a de Sorocaba. Com capacidade para 757 presos, a unidade abrigava, até 15 de janeiro de 2021, 1.709 pessoas. 

Ao todo, 878 dos presos da unidade se contaminaram com o vírus, o que representa 51% do total de pessoas no local. Do total de infectados, 873 se recuperaram. 

O presídio que registrou o maior número de contaminações foi o Centro de Progressão Penitenciária de Hortolândia. São 1.851 detentos no local, com capacidade para 1.125 pessoas. 55% dos presos se infectaram, com um óbito.

Fonte: UOL


Leia também

Maioria dos fabricantes brasileiros de cloroquina não recomenda o remédio para covid-19

Durante a posse do ministro da saúde, em setembro, o presidente Jair Bolsonaro mostra uma …