Candidatos reclamam da organização de concurso público em Hortolândia — Foto: Arquivo pessoalCandidatos reclamam da organização de concurso público em Hortolândia — Foto: Arquivo pessoal

Candidatos reclamam da organização de concurso público em Hortolândia — Foto: Arquivo pessoal

Os candidatos que iriam prestar um concurso público na área de Educação em Hortolândia (SP), na manhã deste domingo (1), foram até a Polícia Civil e registraram um boletim de ocorrência para denunciar problemas na organização da seleção.

A Prefeitura oferece 25 vagas para professor (a) da rede básica de ensino, divididas em dois processos seletivos. A inscrição foi feita até o dia 10 de novembro no site do Instituto Universal de Desenvolvimento Social (IUDS).

O boletim de ocorrência foi registrado por 15 pessoas na Delegacia de Hortolândia. De acordo com os candidatos, o horário informado de fechamento dos portões era às 7h40, com início da prova às 8h. No entanto, eles relataram que o portão foi fechado antes do prazo combinado em pelo menos cinco escolas.

Além disso, os candidatos também reclamaram que o endereço de algumas escolas informado pela Prefeitura estava errado e, por isso, eles precisaram “rodar a cidade” para encontrar as unidades.

A Polícia Civil orientou as pessoas a entrarem com recurso perante a organização do concurso para que elas não sejam prejudicadas. O boletim de ocorrência foi registrado com natureza “não criminal”.

O que diz a Prefeitura?

A Prefeitura de Hortolândia informou, em nota oficial, que a organização e a realização do concurso são de responsabilidade do Instituto Universal de Desenvolvimento Social e que “todos os procedimentos determinados pelo edital foram cumpridos”.

“Conforme edital de convocação para a prova objetiva do concurso, o fechamento dos portões estava determinado para às 7h40 e o início da aplicação das provas para às 8h. A Prefeitura informa que 7.095 pessoas compareceram para realizar a prova, aplicada em 17 escolas municipais”, diz o texto da nota.

Educação básica

O cargo de professor (a) para Educação de Jovens e Adultos (EJA), educação infantil e ensino fundamental, sem disciplinas específicas, oferecerá salários de R$ 2.936,46, para os aprovados com magistério, e de R$ 3.719,82, para os que possuem graduação. São 15 vagas e a prova foi realizada neste domingo.

A divulgação final dos aprovados será realizada no dia 14 de janeiro de 2020.

Matérias específicas

O maior salário será destinado ao cargo de professor (a) de matérias específicas, com o valor de R$ 4.959,77 e jornada de 40 horas semanais. Já para a mesma função, mas com 18 horas de trabalho por semana, o vencimento será de R$ 2.231,89.

No total, são 10 vagas para disciplinas específicas. A prova será realizada no dia 8 de dezembro. A divulgação final dos aprovados será realizada no dia 20 de janeiro de 2020.

Ambos os processos terão provas objetivas, compostas por 40 questões (25 de conhecimentos específicos e 15 de legislação educacional), e de títulos.

Confira a lista completa de vagas

Professores da educação básica

  • EJA, educação infantil e ensino fundamental – 15 vagas

Professores da educação básica (matérias específicas)

  • Ciências – 1 vaga
  • Educação artística – 1 vaga
  • Educação especial – 1 vaga
  • Geografia – 1 vaga
  • História – 1 vaga
  • Língua inglesa – 1 vaga
  • Matemática – 1 vaga
  • Música – 1 vaga
  • Língua portuguesa – 1 vaga
  • Educação física – 1 vaga
Hortolândia (SP) oferece 17 vagas de emprego em concursos públicos — Foto: Acervo Prefeitura Municipal de HortolândiaHortolândia (SP) oferece 17 vagas de emprego em concursos públicos — Foto: Acervo Prefeitura Municipal de Hortolândia

Hortolândia (SP) oferece 17 vagas de emprego em concursos públicos — Foto: Acervo Prefeitura Municipal de Hortolândia

Leia também

Coronavírus: Hortolândia tem mais três mortes e chega a 90; total de infectados é de 1.975

Modelo 3D do Sars-Cov-2, o novo coroavírus — Foto: Reprodução/Visual Science Modelo 3D do …