Doria endurece medidas para tentar evitar colapso na rede de saúde; escolas seguem abertas

Após São Paulo bater recorde de mortos por Covid-19 e internados com a doença, todo o estado deve ser classificado na fase vermelha do Plano São Paulo de combate à pandemia a partir de sábado (6).

O governador João Doria (PSDB) anunciou nesta quarta-feira, 3, que todo o Estado de São Paulo vai para a fase vermelha do Plano SP a partir da zero hora de sábado, 6. O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista, e vai até o próximo dia 19 de março.

LEIA TAMBÉM

Nesta terça (2), ao ser questionado sobre possibilidade de lockdown, o governador, João Doria (PSDB), afirmou que não descarta nenhuma medida. “Entramos na pior semana da Covid-19 da história da pandemia desde 26 de fevereiro. Isso não apenas em São Paulo, os demais estados também, eu tenho falado com governadores de outros estados. Há uma preocupação generalizada”, disse o governador.

Na terça, o estado de São Paulo registrou o maior número de mortes por Covid-19 em 24h desde o início da pandemia, com 468 novos óbitos. Até ontem (2), 2.054.867 casos e 60.014 mortes por Covid-19 foram confirmados em São Paulo.

Fase vermelha 

A fase vermelha é a mais restritiva do Plano SP e permite o funcionamento apenas de setores essenciais da economia, como farmácias, supermercados, postos de combustível e transportes coletivos, como ônibus, trens e metrô.

O que pode funcionar na fase vermelha?

Farmácias
Mercados
Padarias
Açougues
Postos de combustíveis
Lavanderias
Meios de transporte coletivo, como ônibus, trens e metrô
Transportadoras, oficinas de veículos
Atividades religiosas
Hotéis, pousadas e outros serviços de hotelaria
Bancos
Pet shops
Serviços de delivery ou entregas.

 

Leia também

Correção: Prefeito de Taguaí morre após contrair covid

Att. Srs. Clientes, A nota enviada anteriormente continha um erro no segundo parágrafo: o …