Esqueça a pipoca do cinema – a melhor é aquela preparada na panela com pouco óleo e sal. Isso porque a pipoca tem diversos benefícios, como as vitaminas B1, B3 e B6 . No organismo, esses nutrientes são capazes de transformar os alimentos em energia, enquanto operam diferentes ações pelo corpo. Por exemplo, a vitamina B1 (também conhecida como tiamina) contribui para a quebra dos carboidratos simples, como também protege o sistema imunológico. Enquanto isso, a vitamina B3 (niacina) ajuda no aumento do colesterol bom (HDL) no sangue. Por fim, a vitamina B6 (piridoxina) é responsável por diversas funções, entre elas a prevenção das doenças cardíacas e produção de serotonina, hormônio que ajuda a regular o sono, o humor, o apetite etc.

O mel é um alimento energético graças aos dois tipos de carboidratos presentes na sua composição; a glicose e a frutose. Esse conjunto de carboidratos impulsiona o aumento de energia, combatendo o cansaço do corpo. No mel também há vitamina C e as vitaminas do complexo B, outro combo que age na produção de energia e causa um efeito de desintoxicação do organismo.

Entre as opções de alimentos que dão energia, o chocolate amargo é uma grande aposta pelo seu alto teor de cafeína. Um pedaço pequeno por dia é o ideal para usufruir das suas propriedades sem exagerar no doce – isso porque o chocolate amargo não contém muito açúcar e é rico em antioxidantes que ajudam a retardar o envelhecimento precoce e melhoram a saúde do coração.

A banana é um alimento parceiro da saúde e do paladar, afinal, essa fruta combina com variados tipos de receitas, é prática de ser carregada no dia a dia e, para deixar tudo ainda melhor, contém diversos benefícios para o corpo. Entre eles está a capacidade de regular o sono e o humor, além de prevenir distúrbios emocionais – efeitos causados pela produção da serotonina, que está ligada a uma substância presente na banana, o triptofano. Além disso,  o potássio da fruta ajuda a impedir a fadiga e deixa os músculos mais fortes – quem nunca ouviu falar na capacidade da fruta de evitar as cãibras, né? 

O pó produzido das sementes do guaraná é um conhecido aliado quando o assunto é sobre alimentos que dão energia. Ele é composto por cafeína, um tipo de estimulante natural do sistema nervoso. Assim, quando o pó de guaraná é consumido em cápsulas ou adicionado, por exemplo, em batidas de frutas, há um aumento na disposição física e uma melhora no ânimo.

Outra fonte de cafeína é o chá verde. Essa substância termogênica consegue acelerar o corpo, causando a perda de peso e gerando energia para as atividades. Fora isso, seus benefícios também são relacionados com a melhora do humor.

A água de coco natural é uma bebida capaz de repor os diversos nutrientes que são perdidos pelo  suor, além de ser ótima para manter a hidratação do corpo nos dias quentes. Fora isso, ela também contém um alto teor de potássio e é capaz de promover a sensação de bem-estar e prazer.

As oleaginosas, como as castanhas e as nozes, não poderiam faltar na lista de alimentos que dão energia! Não é para menos, afinal, elas são ricas em magnésio, selênio e cobre; minerais que, em conjunto, exercem um papel fundamental na produção de energia e na diminuição do estresse. As oleaginosas são alimentos com boas proteína vegetal e gorduras saturadas, que agem, por exemplo, na redução da pressão arterial.

Se você quer uma opção prática e fácil de alimentos que dão energia, os ovos são a solução. Seus nutrientes beneficiam variadas funções do corpo, já que eles são ricos em ferro e proteína. Eles também são responsáveis por uma maior produção de energia durante o dia e pela sensação de saciedade.

Fonte: Guia da Cozinha

Leia também

Stone Pagamentos divulga oportunidade(s) para Consultor Comercial Externo – Santa Bárbara D’oeste / SP – v2056526

Sobre a Stone: Somos uma empresa de soluções de tecnologia financeira. Temos um propósito …