Diante do quadro de permanência da pandemia do Coronavírus, a Prefeitura de Hortolândia se mantém vigilante na defesa do consumidor. O Procon (Programa de Defesa e Proteção do Consumidor) do município, órgão vinculado à Secretaria de Assuntos Jurídicos, continua com a fiscalização de estabelecimentos comerciais. O trabalho é para coibir as práticas de preço abusivo ou de aumento injustificado de preço.    

Nesta semana, o órgão fiscalizou drogarias da cidade. O objetivo foi verificar os preços de produtos que estão com grande procura pelos consumidores, tais como álcool em gel, máscaras, luvas, entre outros. De acordo com o órgão, nenhuma drogaria foi notificada ou autuada. 

LEIA TAMBÉM

Caso o consumidor queira fazer uma denúncia, pode entrar em contato com o órgão pelos telefones (19) 3819-1024, (19) 3965-1400, ramais 7034 e 7035 e (19) 99635-4208, este último número é WhatsApp somente para mensagens de texto, ou pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. . O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 9h às 15h.  

Para que a denúncia tenha validade, o órgão orienta o consumidor a enviar as informações necessárias, tais como nome e endereço do estabelecimento, informações descritivas do produto (marca, peso, entre outras), imagens que mostrem o produto e o preço. Ao fazer a denúncia, o consumidor precisa ainda se identificar e informar dados pessoais. O órgão garante o sigilo da denúncia.

Fonte: Prefeitura de Hortolândia

Leia também

Coronavírus: Hortolândia registra mais quatro mortes e total vai a 142; casos aumentam para 4.084

LEIA TAMBÉM Coronavírus: Hortolândia registra mais quatro mortes e total vai a 142; casos …