Se você é afroempreendedor, está na hora de mostrar a sua cara! Em breve, a Prefeitura de Hortolândia elaborará um questionário para mapear os afroempreendedores da cidade. Esta ação foi definida na primeira reunião da comissão do programa “Afroempreendedor”, da Prefeitura. O encontro foi online, na noite desta terça-feira (28/07), em razão da pandemia do Coronavírus para evitar aglomeração. A comissão é formada por seis representantes do poder público e seis representantes da sociedade civil. Além de fazer o mapeamento, a comissão tem o papel de receber e discutir demandas de afroempreendedores da cidade. Também participaram a secretária de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação, Monique Freschet; e uma representante de um grupo de afroempreendedores já existente na cidade.  

A reunião estabeleceu o primeiro diálogo entre os integrantes da comissão. “Foi discutida a importância de se criar um questionário que auxiliará no mapeamento e fortalecimento da rede de afroempreendedores do município”, destacou o presidente da comissão e coordenador do programa, Edson Ferraz. A comissão voltará a se reunir na próxima semana. 

LEIA TAMBÉM

Para a secretária de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação, Monique Freschet, o programa é um espaço de escuta e de  proposições de pautas específicas para os afroempreendedores do município. “A comissão possui um papel fundamental para nortear estas pautas e na organização da rede dos afroempreendedores da cidade. Nossas ferramentas estão à disposição para agregar ao projeto e atingir o maior número de afroempreendedores com o objetivo de propor a emancipação econômica deste público e também como reparação histórica. O intuito é fomentar esta política no município para que, depois num futuro próximo, outros municípios possam também implantar e tratar desta pauta”, ressalta Monique. 

No início deste mês, a Prefeitura de Hortolândia fez o lançamento do programa “Afroempreendedor”. O evento foi online para evitar aglomeração em virtude da pandemia do Coronavírus.  

O programa foi instituído pela lei municipal 3.702, de 19 de novembro de 2019. De acordo com a secretária de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação, Monique Freschet, o objetivo é fomentar o afroempreendedorismo e mostrar sua importância para a economia do município. Por meio do programa, a Prefeitura já montou uma rede com 20 afroempreendedores da cidade. Dentre as ações previstas estão atividades de capacitação para o segmento.

Fonte: Prefeitura de Hortolândia

Leia também

Meta BPO divulga oportunidade(s) para Promotor de Vendas (Sumaré – SP) – v2110236

Descrição Atividades: • Visitas a PDV´s – supermercados e farmácias;• Posicionamento…