O retorno das atividades culturais no município será um dos desafios no pós-pandemia. Para planejar esta retomada, a Prefeitura de Hortolândia prepara políticas públicas para o setor. A elaboração é feita com base nas rodas de conversa online realizadas em março pela Secretaria de Cultura. Nos encontros, profissionais que atuam em diferentes áreas culturais e a população fizeram propostas de ações e estratégias.

Para o secretário de Cultura, Régis Athanázio Bueno, as rodas de conversa fortaleceram o diálogo entre a Administração municipal e o setor cultural, em função da lei federal Aldir Blanc, criada em 2020. A lei ofereceu auxílio emergencial para projetos apresentados por artistas, grupos e empresas artístico-culturais que foram afetadas pela pandemia. Coube à Secretaria de Cultura a tarefa de mapear e identificar os profissionais que poderiam ser contemplados com os recursos da lei federal. O mapeamento identificou 243 profissionais na cidade que atuam nas áreas de música, artesanato, artes plásticas, patrimônio, artes visuais, literatura e artes cênicas (teatro, dança e circo). De acordo com a Secretaria de Cultura, os projetos contemplados estão em execução em formato online em virtude da prorrogação das restrições da Fase Emergencial do governo estadual para conter a disseminação do Coronavírus e evitar aglomeração.

LEIA TAMBÉM

Com a adesão do setor cultural do município, o secretário Régis Athanázio Bueno destaca que os encontros foram fundamentais para o direcionamento efetivo de políticas públicas que a Prefeitura implementará para fomentar a produção artístico-cultural da cidade e democratizar ainda mais o acesso da população a esta produção. “As rodas de conversa foram um momento para troca de ideias e compartilhar sugestões. Recebemos ótimas propostas que serão avaliadas e vão colaborar para o nosso planejamento”, explica Bueno.

O secretário adjunto de Cultura, Cleuzer Marques de Lima, conhecido como John Lennon, ressalta o caráter “inclusivo e democrático” que os encontros proporcionaram aos participantes. “As rodas de conversa foram proveitosas para a retomada do diálogo com os artistas e fazedores culturais da cidade para ouvir seus anseios, angústias e sugestões. Pudemos tirar conclusões de algumas ideias que em breve poderão ser adotadas”, salienta Lima.

Uma das principais pautas abordadas nas rodas de conversa é a retomada do Conselho Municipal de Política Cultural. “Explicamos o funcionamento do Conselho, como é sua atuação e sua composição. E, principalmente, sua relevância nas ações culturais para o município. A retomada dessa instância de participação popular nas políticas culturais é primordial para a execução igualitária das ações pela Prefeitura”, destaca o secretário de Cultura. 

Para quem não conseguiu participar das rodas de conversa, o secretário Régis Athanázio Bueno ressalta que a Prefeitura está à disposição para ouvir outras propostas e sugestões. “Queremos alcançar mais pessoas que atuam no setor cultural da cidade para fazer uma gestão participativa. Assim, nossos canais de comunicação estão abertos e à disposição para demais demandas e sugestões”, salienta Bueno. A Secretaria de Cultura reforça que continua com o cadastramento de profissionais de cultura da cidade por meio do site Mapa da Cultura. Quem quiser, também pode entrar em contato pelos e-mails O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. e O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. , ou ainda via WhatsApp pelo telefone (19) 99979-5576.

Fonte: Prefeitura de Hortolândia

Leia também

WILLISA RH divulga oportunidade(s) para Estágio em Engenharia Química – v2195203

Descrição Descrição: Indústria multinacional do segmento químico.LEIA TAMBÉM WILLISA RH di…