O prefeito Angelo Perugini esteve, nesta quarta-feira (13/11), em São Paulo, onde se reuniu com o vice-governador, Rodrigo Garcia, e o deputado estadual, Marcos Damásio, em busca da garantia de investimentos para a construção do viaduto sobre a Rodovia Jornalista Francisco Aguirre de Proença (SP-101), na altura do Jd. Rosolen. A obra foi anunciada pelo Estado, em 2018, como parte do projeto de implantação do Corredor Metropolitano na cidade, ação da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos). As obras do corredor expresso foram retomadas, mas o projeto do viaduto foi retirado da licitação que contratou a etapa atual de execução do sistema viário, de acordo com a Secretaria de Planejamento Urbano e Gestão Estratégica.

A construção do viaduto sobre a SP-101 havia sido solicitada à EMTU pela Prefeitura, como medida para desafogar o tráfego de veículos no Jd. Rosolen. Isso porque, de acordo com a Secretaria de Planejamento Urbano, o bairro contará com uma estação de transferência de ônibus, construída pela EMTU, o que elevará o tráfego de veículos, especialmente de ônibus, nas ruas da região. O viaduto será complementar ao já existente, sendo que em um o trânsito será sentido bairro e no outro sentido Rodovia. “Este viaduto será muito importante para a eficiência do tráfego de veículos nas ruas do Jardim Rosolen e de toda a região, após a implantação da estação de transferência de ônibus. Hortolândia é uma cidade em pleno desenvolvimento, que cresce cada dia mais. Atualmente, já enfrentamos trânsito complicado em horário de pico no viaduto de acesso ao Jd. Rosolen. Precisamos nos preparar para o avanço das obras do Corredor Metropolitano, ação que vai impactar no trânsito da cidade”, justificou Perugini.

Durante o encontro com o vice-governador, o deputado pediu o apoio do Governo Estadual para garantir o recurso para a obra. O vice-governador, se comprometeu em acompanhar a situação junto à EMTU.

Em março de 2018, o então governador Geraldo Alckmin esteve em Hortolândia para anunciar a retomada das obras do Corredor Metropolitano, confirmando que atenderia ao pedido do município para a construção do viaduto no Jd. Rosolen, além de obras de pavimentação da Ponte da Esperança (Estaiada); do prolongamento do traçado com abertura de viário no sentido Campinas; de uma estação de transferência no Parque Peron; de cinco estações de embarque e desembarque de passageiros; de um CCO (Centro de Controle Operacional), na avenida Olívio Franceschini; além de uma travessia sobre a linha férrea, na altura do bairro Chácara Nova Boa Vista; e duas alças no trecho onde a concessionária Rodovias do Tietê implanta um dispositivo viário, facilitando o acesso ao km 5 da SP-101.

Atualmente, a obra do Corredor Metropolitano se concentra na abertura do sistema viário nas ruas do parque Peron e Chácaras Nova Boa Vista, sentido SP-101, serviço que deve ser concluído até dezembro, segundo informações do Governo do Estado. O Corredor Metropolitano integrará toda a região por meio de um viário expresso, desde Americana, passando por Santa Bárbara D’Oeste, Nova Odessa, Sumaré, Hortolândia, até Campinas.

Fonte: Prefeitura de Hortolândia

Leia também

BOSCH está com oportunidades para nove cargos em Campinas

A empresa disponibiliza nove vagas diferentes para a cidade de Campinas; mas há oportunida…