Atletas de ginástica rítmica do projeto Escolinhas Esportivas da Prefeitura de Hortolândia mantêm os treinamentos em casa, durante a pandemia do Coronavírus. O objetivo é retornar prontas para os treinos presenciais e as disputas, após a volta das atividades esportivas na cidade. A Federação Paulista da modalidade oferece curso online e auxilia as ginastas nas atividades. Na categoria pré-infantil, três meninas entre 9 e 10 anos de idade do projeto da Administração Municipal já concluíram o curso. Na categoria infantil, para aprendizes entre 11 e 12 anos de idade, o curso está em andamento e seis meninas de Hortolândia estão participando dos treinos.

“Com os treinos, as meninas têm o objetivo de se manter em forma para a volta das atividades presenciais. Os movimentos são desenvolvidos e há o acompanhamento online da treinadora Izabele Scheffer”, explica Fabiana Souza, representante da organização de mães das ginastas.

LEIA TAMBÉM

Torneio online ajuda a manter o ritmo de competições

Além dos treinamentos realizados no curso online oferecido pela Federação Paulista de Ginástica Rítmica, as meninas de Hortolândia também participam de um torneio online, por meio do qual desenvolvem e executam movimentos da modalidade, em suas casas, também respeitando o isolamento social para evitar a disseminação do Coronavírus.

“Os vídeos são enviados a árbitros da modalidade, que fazem a avaliação também de maneira interativa. É importante e faz bem para as meninas se manterem ativas, sempre de maneira responsável, praticando o esporte que amam. O destaque da competição foi a Alice Silva Novaes”, avalia Fabiana.

“As meninas da ginástica rítmica sempre se dedicam muito aos treinos e os resultados podemos ver nas competições em que elas representam a cidade. Esta modalidade é um orgulho para Hortolândia. Além da dedicação total, durante esta pandemia, as meninas também participam de causas sociais para ajudar o próximo. No momento, por conta do Coronavírus, nossos espaços esportivos estão fechados, mas quando os treinos voltarem, a ginástica rítmica continuará bem representada”, observa o secretário de Esporte e Lazer, Marcos Panício, o Mercadão.

Criação da Estação Cidadania de Esportes aumentará vagas na modalidade

Com a inauguração da Estação Cidadania de Esportes, no Jardim Amanda, neste ano, a Prefeitura ampliará o atendimento gratuito à comunidade esportiva da cidade. De acordo com a Secretaria de Esporte e Lazer, após a volta das atividades, no local, serão abertas duas mil vagas em 11 modalidades no projeto Escolinhas Esportivas.

Além da ginástica rítmica, poderão ser realizados, gratuitamente, treinos de atletismo, em 100 metros rasos, salto em distância e arremesso de peso, basquete, vôlei, handebol, futsal, karatê, judô, zumba, ginástica funcional e jiu-jitsu. O projeto Escolinhas Esportivas da Administração Municipal, atualmente, atende aproximadamente 9.500 pessoas.

Ajudar ao próximo é tradição para as ginastas de Hortolândia

Além dos cursos e das competições online, as atletas, com a ajuda de suas famílias, confeccionam e doam máscaras para proteção individual para a população. Em dezembro do ano passado, elas doaram mechas dos cabelos para crianças que realizam tratamento contra câncer.

A modalidade de Ginástica Rítmica foi implantada nas Escolinhas Esportivas da Prefeitura em 2005. Atualmente, aproximadamente 200 alunas, na faixa etária entre 4 e 18 anos, participam dos treinamentos. Os treinos acontecem na Academia Municipal (Centro), nos ginásios Victor Savala (Jd. Nossa Senhora de Fátima) e Gino Bernardini (ao lado do campo do Rosolen).

Fonte: Prefeitura de Hortolândia

Leia também

Covid-19: Hortolândia confirma mais uma morte e total sobe para 137 óbitos

A Prefeitura de Hortolândia divulgou na tarde desta quinta-feira (24) mais uma morte por C…