A Prefeitura de Hortolândia retomou, nesta quarta-feira (07/04), as atividades do “Projeto de Acolhimento Social CRAS (Centro de Referência de Assistência Social)-Escola”. O foco, em 2021, é verificar eventuais situações de risco para crianças e adolescentes, em razão da suspensão das aulas presenciais em escolas estaduais, por conta da pandemia do Coronavírus.

Lançada em 2019, a iniciativa é baseada no CRAS Jd. Novo Ângulo, órgão da rede de proteção social básica, que envolve a população de 48 bairros da cidade. O projeto visa conhecer, prevenir e atender situações de vulnerabilidade social ainda no começo e, assim, evitar que se agravem. O projeto é realizado no âmbito da Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social.

LEIA TAMBÉM

Na manhã desta quarta-feira (07/04), participaram da primeira reunião de trabalho a coordenadora do CRAS Novo Ângulo, Eliane Silva; a assistente social da unidade, Auricelia Batista, e a representante do CCS (Centro de Convivência do Jardim Rosolen) Viviane Moreira, além dos gestores de todas as escolas estaduais localizadas no território de atendimento: as escolas estaduais Maria Cristina de Souza Lobo, Maria Antonietta Garnero La Fortezza, Guido Rosolén, Yasuo Sasaki, Jardim Aline, Dr. Honorino Fabbri e Pastor Roberto Rodrigues de Azevedo. Também participaram a supervisora Educacional de Ensino da D.E. (Diretoria de Ensino) de Sumaré, Adriana Facco, e a supervisora de Ensino responsável pelo Projeto Conviva da D.E. Sumaré, Janete Nery.

De acordo com a coordenadora Eliane Silva, a proposta tem como finalidade discutir a ação do CRAS com os gestores e os professores da rede estadual de ensino para otimizar as relações sociais dos assistidos por serviços de proteção social básica. “Por meio deste projeto iremos trabalhar com as famílias para a prevenção ao risco social e tentar minimizar os impactos da questão social no ambiente escolar”, afirmou Eliane.

“Neste momento tão difícil, onde enfrentamos uma batalha diferente todos os dias contra os impactos da pandemia, todas as formas de acolhimento e trabalho conjunto são bem-vindos. A solidariedade é uma das ferramentas para a saída de qualquer crise e para a transformação do mundo. Juntos, vamos superar todos os desafios e tornar nossa cidade um lugar melhor para viver”, ressaltou o secretário de Inclusão e Desenvolvimento Social, Francisco Raimundo da Silva. 

Sobre o projeto CRAS-Escola

O projeto CRAS-Escola é baseado no CRAS Jd. Novo Ângulo, órgão da rede de proteção social básica, que envolve a população de 48 bairros da cidade. A proposta da Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social é envolver alunos de escolas públicas a fim de conhecer, prevenir e atender situações de vulnerabilidade social ainda no começo e, assim, evitar que se agravem. 

O CRAS Jd. Novo Ângulo está localizado na Rua Francisco Bereta, 330. O órgão é vinculado à Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social.

Fonte: Prefeitura de Hortolândia

Leia também

Multinacional Denso abre processo seletivo para 3 cargos diferentes

DENSO do Brasil, multinacional japonesa, líder mundial em inovação tecnológica, fornecendo…