Durante o feriado prolongado de 9 de julho, Dia da Revolução Constitucionalista, antecipado para a última segunda-feira (25/05), a Guarda Municipal atendeu 75 chamadas de ocorrências ligadas à perturbação de sossego e aglomeração de pessoas entre áreas públicas e privadas da cidade. Os dados da Secretaria de Segurança da Prefeitura de Hortolândia, mostram que, mais uma vez, o município não alcançou o índice de 70% de isolamento social, fundamental para conter a disseminação do Coronavírus.

“O patrulhamento foi intensificado pelas guarnições, mas, mesmo assim, recebemos um grande número de chamadas ligadas a este tipo de ocorrência. Tivemos um aumento de seis casos do último feriado para este e de um caso deste para o do Dia das Mães, quando, até então, havíamos registrado o maior número de casos. As pessoas precisam respeitar o decreto municipal para evitar esta ação e ajudar a prevenir a disseminação do Coronavírus, além de contribuir com a saúde deles, de seus amigos e familiares”, explica a comandante da Guarda Municipal, Michele Cardena Quinette.

LEIA TAMBÉM

Durante o feriado de comemoração  dos 29 anos de emancipação política de Hortolândia, ocorrido na terça-feira (19/05), foi registrado um alto número de denúncias deste tipo de ação. De sexta a terça-feira (15 a 19/05), houve 69 chamadas de ocorrências, mesmo com a ação intensiva da fiscalização para manter a população em segurança e evitar a disseminação do Coronavírus na cidade.

O total de ocorrências deste tipo durante o final de semana do Dia das Mães, entre a sexta-feira e o domingo (08 a 10/05), foi de 74  atendimentos relacionados ao problema.  No primeiro final de semana deste mês, foram 49 ocorrências de perturbação de sossego e aglomerações. De acordo com a Secretaria de Segurança, de janeiro a maio deste ano, guarnições da GM já atenderam mais de mil chamadas de aglomerações de pessoas e perturbação de sossego.

Desrespeito ao Decreto Municipal pode levar à delegacia

Segundo a Secretaria de Segurança, além de violar um decreto municipal, aglomerar-se é uma ação perigosa, durante a pandemia do Coronavírus, já que as pessoas podem transmitir a doença. O munícipe que flagrar essa situação pode  denunciar os infratores, que podem ser levados à delegacia. Denúncias que caracterizem aglomeração de pessoas ou perturbação de sossego podem ser feitas à corporação, a qualquer hora do dia ou da noite, pelo telefone 153 ou 0800-111-580.

Orientação ao comércio durante a pandemia

Durante o final de semana prolongado, as equipes da Prefeitura também realizaram, todos os dias,  a Operação de Orientação sobre o Coronavírus nos comércios. De acordo com a Secretaria de Segurança, foram orientados e fiscalizados 2.632 estabelecimentos durante a pandemia. O trabalho orientativo, para conter a disseminação do vírus, é realizado em todas as regiões de Hortolândia por uma força tarefa formada pela Guarda Municipal, pelo Setor de Fiscalização e pela Vigilância Sanitária.

A operação tem-se intensificado, a cada dia. Equipes da Administração Municipal percorrem a cidade, de domingo a domingo, das 9h às 22h, desde 21 de março. O objetivo é garantir o cumprimento do decreto 4.383, de 21/03/2020, que proíbe temporariamente o funcionamento presencial em estabelecimentos comerciais não essenciais para preservar a saúde da população.

#HortolândiaSolidária #FiqueEmCasa #Coronavírus

Fonte: Prefeitura de Hortolândia

Leia também

BOLETIM 219: MONTE MOR REGISTRA MAIS UM CASO POSITIVO DO NOVO CORONAVÍRUS E TOTAL CHEGA A 1602

A Prefeitura de Monte Mor, por meio do Comitê de Enfrentamento e Prevenção ao Novo Coronav…