A fim de evitar a disseminação do Coronavírus (COVID-19) na cidade, a Prefeitura de Hortolândia adota novas medidas de proteção à população em situação de rua. Agora, o acolhimento das pessoas em vulnerabilidade social é realizado no Ginásio Poliesportivo Victor Savala, no Jardim Nossa Senhora de Fátima (ver endereço abaixo). O novo “abrigo” funciona 24 horas, todos os dias da semana, por tempo indeterminado. O Ginásio funciona na Rua Agnaldo Gomes Cardoso, 500. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo telefone 3965-5951. A ação é realizada por meio de parceria entre as secretarias de Inclusão e Desenvolvimento Social e de Esporte e Lazer.

“Este é um espaço amplo e evita a aglomeração. Até o momento, temos aproximadamente 32 pessoas no local, recebendo atendimento. São oferecidas três refeições por dia: café da manhã, às 8h; almoço, ao meio-dia, e jantar, às 19h. Elas são feitas na arquibancada, com espaço amplo de distância para evitar contaminação”, informa o secretário de Inclusão e Desenvolvimento Social, Régis Athanázio Bueno. 

Além das refeições, a Prefeitura também disponibiliza banho e itens de uso pessoal. “O banho é realizado individualmente, nos vestiários. Na instalação, há cômodo especial para as mulheres, além da entrega de roupas, roupas de cama e colchões. Os atendidos recebem orientação para melhor higienização, inclusive com álcool em gel e, se necessário, recebem uma máscara para proteção. As luzes do ginásio se apagam às 22h para o repouso”, complementa o secretário.

De acordo com a Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, a ação de acolhimento é feita junto com o Instituto Esperançar. A entidade social recolhe moradores de ruas que estavam os abrigos da cidade. A medida visa evitar a aglomeração nestes espaços.

Confira abaixo os telefones disponíveis para informações e dúvidas sobre o Coronavírus:

(19) 99976-2434

(19) 99929-8987

(19) 97171-5369

(19) 99976-2498

(19) 99976-2276

(19) 99920-3204

#HortolândiaSolidária #FiqueEmCasa #Coronavírus

Fonte: Prefeitura de Hortolândia

Leia também

Com novo recorde, SP bate quase 500 mortes e 7,4 mil casos

141 cidades já têm pelo menos um caso confirmado e 55 delas possuem um ou mais óbitos O Es…