A Prefeitura de Hortolândia monitora focos de queimadas em espaços públicos, particulares, áreas verdes e APPs (Áreas de Proteção Permanente). O trabalho de orientação e fiscalização é feito diariamente, inclusive aos finais de semana, por equipes de Fiscalização Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, mesmo com a pandemia do Coronavírus. O objetivo é evitar este tipo de crime, que prejudica o meio ambiente e a saúde das pessoas, afetando principalmente o sistema respiratório.

De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, caso haja flagrante no descarte irregular de lixo, entulho, restos de construção civil e outros materiais que facilitam o surgimento dos focos de queimadas, o infrator é orientado a recolher o resíduo descartado, além de poder receber multas (veja valores abaixo). O descarte irregular de resíduo orgânico, entulho e outros materiais pode trazer doenças à população. Objetos que acumulam água podem servir de criadouro para o mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como a Dengue, Chikungunya e Zika. Garrafas, baldes e outros recipientes precisam ficar protegidos da água da chuva.

LEIA TAMBÉM

“Nossa fiscalização orienta o munícipe contra o descarte irregular de entulho e outros resíduos nestas áreas. Os fiscais percorrem, todos os dias, as regiões com maior incidência. Além do monitoramento, as denúncias recebidas via aplicativo do programa ‘Agenda Verde’ também contribuem para evitar a disseminação deste crime ambiental na cidade. Procurar os locais corretos para o descarte de resíduos, como restos de construção civil, ajuda a diminuir os focos. A umidade relativa do ar está baixa e, junto ao descarte irregular de lixo e entulho, facilita para o surgimento das queimadas”, explica a secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Eliane Nascimento Oliveira.

Época do ano é propícia a queimadas

Além da poluição, de acordo com a Defesa Civil de Hortolândia, a população precisa redobrar os cuidados e evitar queimadas, uma vez que elas contribuem com o surgimento de problemas respiratórios, que são mais comuns nesta época do ano, e há também o agravante da pandemia do Coronavírus. A umidade do ar é mais baixa, principalmente, no final do Inverno e início da Primavera.  O pico da baixa umidade do ar acontece no período da tarde, entre 12h e 16h. A concentração da poluição ajuda a aumentar os casos de gripe, viroses, doenças respiratórias e alergias. Outros sintomas frequentes são dores de cabeça, tonturas, náuseas e irritação nos olhos, nariz e garganta.

“Manter a cidade limpa e descartar os lixos e resíduos de maneira regular protegem o meio ambiente, evita queimadas e o surgimento de doenças transmitidas por animais peçonhentos. Todos devem fazer sua parte e contribuir para uma cidade melhor. Além disso, não devem ser descartadas bitucas de cigarro, por exemplo. Com o tempo seco, esta ação é fatal para a aparição de queimadas”, observa o secretário de Serviços Urbanos, Francisco Raimundo da Silva.

Denúncias pelo aplicativo da “Agenda Verde”

A Prefeitura pede a colaboração da população para não descartar irregularmente entulho e resíduos nem praticar queimadas. Estas ações são crime ambiental e estão sujeitas a multa. Atualmente, os valores variam de R$ 340 a R$ 34.000.

Segundo a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, quem quiser ajudar na identificação de pessoas e veículos que praticam crime ambiental pode enviar fotos e textos para o aplicativo do Programa Agenda Verde. Para baixar o aplicativo, basta fazer o download gratuito nas plataformas Google Play ou App Store do smartphone. A identidade dos denunciantes é mantida em sigilo.

Confira algumas dicas para evitar problemas de saúde durante a estiagem:

* Beba muita água

* Aumente o consumo frutas e vegetais na alimentação

* Mantenha o ambiente umidificado com equipamentos, toalhas úmidas ou bacias com água distribuídas pelos cômodos. Não deixe água parada por muito tempo em casa, para evitar que o local se torne um criadouro de insetos transmissores de doenças, como o mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue. O ideal é trocar a água de baldes e bacias, diariamente.

* Limpe a casa com pano úmido

* Mantenha portas e janelas abertas, para melhorar a circulação do ar no ambiente

* Higienize os olhos com algodão úmido para evitar irritações, conjuntivites e outros problemas oculares

* Evite fazer exercícios físicos ao ar livre, entre 11h e 17h

* Evite objetos que acumulam poeira, como tapetes, cortinas e bichos de pelúcia

* Evite o ar condicionado, pois o equipamento resseca ainda mais o ar

* Nunca fume em ambientes fechados

Fonte: Prefeitura de Hortolândia

Leia também

Marelli divulga oportunidade(s) para Programa Estágio Marelli 2021 – v2134566

Descrição A Marelli é uma das maiores empresas de autopeças do mundo e oferece aos estudan…