Quer receber as principais Notícias de Hortolândia pelo Whatsapp?
Inscreva-se agora.
Para participar, basta adicionar nos seus contatos o número (19) 98190-8674 e enviar uma mensagem pelo WhatsApp

Alunos da Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Villagio Ghiraldelli, receberam do prefeito Angelo Perugini, na noite de sexta-feira (22/11), certificados de formação do programa “Bem Me Quer, Paz Se Quer”, de prevenção às drogas, realizado pela Prefeitura de Hortolândia. Aproximadamente 130 estudantes participaram da entrega ao lado dos familiares, que também acompanharam o evento. 

“Este projeto ajuda nossas crianças a pensar no futuro. Vamos juntos trabalhar para que os jovens tenham uma família no futuro e alcancem seus sonhos. Queremos que, daqui, saiam grandes profissionais em diversas áreas”, comentou o prefeito Angelo Perugini, durante a cerimônia.

O Projeto “Bem Me Quer, Paz Se Quer” está próximo de entregar, nesta temporada, os certificados para, aproximadamente, 1.300 estudantes de 14 escolas da rede municipal de ensino. Já receberam o certificado de formação alunos de sete Emef’s de Hortolândia.  Ainda receberão o certificado, alunos de 46 salas dos quintos anos das Emefs Profª Lílian Cristiane M. de Araújo, Três Casas,  Samuel da Silva Mendonça, Marleciene Presta Bonfim, Drª. Zilda Arns Neumann e Dona Ana Bodini Januário. 

BEM ME QUER, PAZ SE QUER

No projeto, criado pelo prefeito Angelo Perugini, em agosto de 2008, os alunos usam livro guia, onde recebem informações e orientações sobre os riscos trazidos pelo uso e abuso de drogas, tanto lícitas (como álcool e cigarro), quanto ilícitas. De maneira lúdica, por meio de histórias e dinâmicas, os agentes de prevenção do Núcleo de Desenvolvimento/Setor de Projetos Sociais da GM (Guarda Municipal) também abordam outros temas delicados, como cerol, bullying e cyberbullying, violência doméstica, festas “rave”, beber e dirigir, assim como autoestima, autoconhecimento, respeito e importância da família.

Para receber o certificado, os alunos participaram de 50 minutos de aula por semana, desde agosto deste ano. Os agentes apresentaram às crianças e aos jovens situações-problema para nelas despertar a responsabilidade pelas próprias escolhas e as inevitáveis consequências de seus atos, tanto no presente quanto no futuro.

Fonte: Prefeitura de Hortolândia

Leia também

Centro de Convivência da Melhor Idade oferece atividade de férias

O CCMI (Centro de Convivência da Melhor Idade) do Remanso Campineiro, espaço da Prefeitura…