Objetos coloridos, cantigas populares e brincadeiras simples costumam divertir e chamar  a atenção dos bebês. Neste período em que a permanência em casa é incentivada como medida essencial para conter o Coronavírus, muitas famílias, que antes contavam com ajuda das creches, se veem numa nova rotina. É preciso dar atenção especial às crianças pequenas, com cuidados que vão além da alimentação, segurança e higiene. A Prefeitura de Hortolândia, por meio da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, orienta sobre a importância de realizar diariamente atividades específicas para os bebês, estimulando o desenvolvimento infantil em diferentes aspectos, como equilíbrio, ritmo, conhecimento de si e do mundo, linguagem oral, entre outros. Confira abaixo, as dicas.

De acordo com a diretora do Departamento de Educação Infantil, Maybe Letícia Lordano, os bebês aprendem fazendo, explorando, experimentando as possibilidades que são oferecidas por meio das interações e brincadeiras com as demais pessoas. “No dia a dia das escolas municipais, nossos profissionais realizam uma série de atividades com os bebês da creche, que são as crianças com idade entre zero e três anos. Mas, agora, as crianças que passavam boa parte do dia na escola estão integralmente com a família. Com isso, a Prefeitura passou a oferecer apoio na indicação de atividades que auxiliam as famílias no desenvolvimento pedagógico destas crianças”, destaca Maybe.

LEIA TAMBÉM

No Blog Educação, disponível no site da Prefeitura (www.hortolandia.sp.gov.br), as escolas de Educação Infantil têm compartilhado conteúdo lúdico. “Neste espaço, as famílias poderão conhecer músicas, brincadeiras, histórias e outras propostas que ofereçam experiências significativas, estimulando os bebês”, afirma a diretora.

A educadora infantil Tatiele Vieira Bargas, de 33 anos, é mãe do Emanuel, que tem 2 anos. Desde os seis meses, ele frequenta a creche na Emeief (Escola Municipal de Ensino Fundamental e Educação infantil) Luiza Vitoria Oliveira Cruz, no Parque Orestes Ôngaro. A mãe conta que utiliza como brinquedo até os móveis e objetos de casa, tudo para auxiliar no desenvolvimento do filho. “Neste período de isolamento social, estamos brincando ainda mais. Pulamos corda, estimulando ele a se movimentar de um lado para o outro; brincamos de acertar a bola num cesto, que pode ser até a máquina de lavar roupa; empilhamos potes de tinta guache; entre outras coisas. São atividades simples, mas significativas para o desenvolvimento dele. Sem contar que este momento nos aproxima, fortalece nosso vínculo”, comenta Tatiele.

“Neste período em que os pequenos estão em casa, é importante que os familiares possam aproveitar esta oportunidade de convívio com os bebês nas atividades de rotina da família e oferecer experiências possíveis neste espaço que estimulem sua capacidade de investigar e de aprender”, completa Maybe.

Confira abaixo, dicas para os pais realizarem em casa com as crianças pequenas:

•Conte histórias, imitando os sons das personagens;

•Converse: estimule o diálogo e a expressão de desejos, necessidades e sentimentos, ampliando o vocabulário;

•Dê nome aos objetos para a criança aprender;

•Brinque de “esconder e achar”;

•Ofereça objetos variados (e seguros) que possam ser explorados;

•Proponha brincadeiras musicais usando as mãos e os dedos;

•Cante músicas que lembram a sua própria infância;

•Brinque da cabaninha com lençóis e travesseiro;

•Ofereça papel para a criança amassar e rasgar;

•Incentive a brincadeira livre;

•Faça dos momentos de cuidado uma oportunidade de desenvolvimento e aprendizado: ao trocar fraldas, durante o banho, na hora das refeições

“É importante que estas propostas sejam abordadas de forma natural, de acordo com as características, realidade e rotina de cada família, respeitando o tempo e espaço do bebê”, destaca a secretária de Educação, Ciência e Tecnologia, Sandra Fagundes Freire.

Fonte: Prefeitura de Hortolândia

Leia também

Villares Metals divulga novas oportunidades de trabalho nesta semana

A empresa disponibiliza vagas para onze cargos diferentes para a cidade de Sumaré Com 75 a…