Técnicas de criação de telhas 3D já foi ensinada em oficina para estudantes da Educação Integral

Cerca de 25 integrantes do CCMI (Centro de Convivência da Melhor Idade) Remanso Campineiro, que cursam a EJA Descentralizada (Educação de Jovens e Adultos), disponibilizada pela Prefeitura de Hortolândia, têm uma rotina diferente, nesta semana e na próxima, dentro do “Projeto Recomeço”. Nesta terça e quinta-feiras (13 e 15/08), assim como nos dias 20 e 22/08, das 16h às 18h, as estudantes participam de oficinas de artesanato e aprendem a fazer decoração em telha 3D. Os objetos, assim decorados, adquirem efeito tridimensional. 

Nas aulas diferentes, elas aprendem com a professora Sueli Braz a trabalhar linguagens artísticas e preparam peças que serão exibidas ao público na 1ª. Exposição de trabalhos “Recomeço”. A mostra acontecerá no final deste mês, nos dias 27 e 28/08, no CCMI Remanso Campineiro, e 29 e 30/08, no CFPE (Centro de Formação dos Profissionais em Educação) “Paulo Freire”, das 8h às 17h. 

“A gente estava toda feliz para chegar esta atividade. Eu queria aprender coisa diferente. Faz parte. Antes, a gente estava fazendo aula de escrita, agora vai fazer assim. Ajuda bastante”, afirma a estudante da EJA Descentralizada, Luzinete Teles de Andrade Pereira.

Segundo a professora responsável pela turma, Carla Magalhães, o objetivo da oficina é “oferecer aulas dinâmicas, significativas e a oportunidade de as alunas da EJA Descentralizada na Melhor idade desenvolverem a criatividade, estimulando suas potencialidades, através da descoberta de talentos artesanais. É uma parceria da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia com a Secretaria de Governo, que oferece uma educação para descobertas de talentos e incentivo à qualidade de vida”, afirma Carla.

Fonte: Prefeitura de Hortolândia

Leia também

De cereja a romã, saiba como escolher as frutas do Natal

Chegou a época de comer cereja, lichia, romã, uva, ameixa e pêssego. Seja para adicionar à…