A adolescente Khaylane da Silva Nascimento, de 15 anos, morreu após ser atingida por um tiro na cabeça no bairro Bom Retiro, em Santos, no litoral de São Paulo. Uma testemunha relatou à polícia que a menina foi confundida com policiais ao ativar o flash da câmera de um celular em uma área considerada perigosa. As informações foram divulgadas pela polícia na manhã deste domingo (02/02/2020)

Ao ser atingida, a adolescente estava em um beco próximo da casa onde morava, conversando amigos, no Caminho São José. Um homem teria passado por eles correndo e atirando, por volta das 21h30. Um dos tiros atingiu Khaylane na testa. Segundo o boletim de ocorrência, uma das testemunhas contou que Khaylane se afastou do grupo por um momento para tirar uma foto com um celular no momento em que foi atingida pelo tiro.

LEIA TAMBÉM

Os amigos pediram ajuda a um vizinho para levar a vítima para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da zona noroeste. Khaylane já estava inconsciente e, da UPA, ela foi encaminhada para a Santa Casa de Santos, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Segundo o boletim de ocorrência, uma das testemunhas disse à polícia que Khaylane se afastou do grupo por um momento para tirar uma foto com um celular pouco antes do momento do crime.

O caso foi registrado na Central de Polícia Judiciária (CPJ) como homicídio simples e será encaminhado ao Departamento de Polícia de Santos, responsável pela área.

Fonte: Metropoles

Leia também

Parque Socioambiental Novo Ângulo sistema de modernização da iluminação

O Parque Socioambiental Novo Ângulo recebeu, nesta terça-feira (11/05), o material necessá…