Enfrentando o terceiro dia de motins de policiais militares, o Ceará pediu nesta quinta-feira (20/02/2020) ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que decrete uma operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) e envie forças militares para o estado.

Em carta enviada a Bolsonaro, o governador Camilo Santana (PT) cita a invasão de quartéis, a tomada de viaturas e o episódio que resultou nos ferimentos à bala no senador Cid Gomes (PDT) na última quarta-feira (19/02/2020), em Sobral, no interior do estado, para justificar o pedido urgente.

LEIA TAMBÉM

“Com o agravamento da situação e o caos gerado por tais episódios inaceitáveis, solicitamos, com a urgência que a situação impõe, o envio das Tropas Federais para garantia da lei e da ordem em Fortaleza, sua região metropolitana e no município de Sobral”, diz o texto.

Veja uma cópia do pedido:

Reprodução

Ainda sem resposta
Bolsonaro ainda não respondeu oficialmente ao pedido de Santana. O Metrópoles questionou o Palácio do Planalto sobre o pedido e também não recebeu resposta até a publicação desta reportagem.

Apesar disso, o jornal cearense O Povo apurou que o Exército já movimenta tropas no Nordeste para responder rapidamente a uma eventual confirmação do chamado.

Fonte: Metropoles

Leia também

Afonso França divulga oportunidade(s) para Técnico em Planejamento_ Hortolândia – v2206191

Descrição Realizar medições de avanço físico em obra; Atualizar avanços no cronograma da o…