Luciana Paula Figueiredo, de 32 anos, foi presa em flagrante nessa terça-feira (28/01/2020) ao tentar matar por asfixia a mãe, Ana Benedita Figueiredo, de 68 anos. Em depoimento à polícia, ela negou a autoria do crime, mas, ao ser questionada se é a favor da eutanásia, respondeu que “os pacientes terminais deveriam ter o seu direito de escolher”. As informações são do G1.

O caso aconteceu em um leito no Hospital Dr. Carlos Macieira, em São Luís (MA). A juíza Janaina Araujo de Carvalho decretou a prisão preventiva de Luciana. A defesa tenta provar que ela possui transtornos mentais e pediu a instauração de incidente de insanidade mental no processo sobre o caso. A Justiça já determinou a avaliação biopsicossocial de Luciana.

Mãe e filha
A mãe, Ana Benedita estava internada desde o dia 19 de janeiro com um quadro grave de embolia pulmonar. Por ter passado muito tempo sem respirar, ela teve que ser levada de volta para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

De acordo com a polícia, Luciana Paula afirmou que tem uma boa relação com a mãe e disse que colocou a mão na boca da mãe por outra finalidade, mas não deu detalhes.

Os agentes também investigam se a filha tinha alguma intenção de aplicar medicamentos na mãe, já que foi encontrada uma seringa dentro de uma das sacolas que estavam com Luciana no hospital.

Fonte: Metropoles

Leia também

Confidencial divulga oportunidade(s) para Dentista Avaliador – v2090953

Descrição ATIVIDADES: Realizar avaliação, orçamento e planejamento;  Atendimento e re…