Pelo quarto ano consecutivo, o Metrópoles vence o prêmio The Best of Digital Design. O concurso organizado pela Society of News Design é o mais importante do mundo na área de jornalismo gráfico. O portal ganhou uma medalha de bronze e dois prêmios de excelência.

Veículos internacionais de peso também foram reconhecidos pela instituição, como The New York Times, The Washington Post, National Geographic, ESPN, Wall Street Journal e The Guardian. Os troféus ainda colocam o Metrópoles como o segundo site brasileiro mais premiado desta edição, ficando atrás do Grupo Globo e na frente de O Estado de S. Paulo.

LEIA TAMBÉM

A reportagem 59 anos de muito som levou a medalha de bronze na categoria Format – Use of Audio in Digital Storytelling/Infographics/Social Media. O especial Reescravo: a história se repete no Brasil que ainda espera abolição ganhou o prêmio de excelência na seção Product Design – Best Landing Page. Por fim, A voz do presidente foi a matéria reconhecida entre os trabalhos de Information Graphics – National.

Na semana passada, 14 jurados, de diversas nacionalidades, analisaram 1.315 inscrições durante uma reunião com sede na Universidade de Georgetown, em Washington D.C, nos Estados Unidos. Mais de 100 empresas de comunicação de 26 países se candidataram aos prêmios.

Para o especial de comemoração aos 59 anos de Brasília, o Metrópoles recontou década por década a formação musical da cidade. Fez isso por meio do som: cada período é descrito em podcasts, nos quais artistas, jornalistas e pesquisadores que cunharam a identidade cultural do DF relembram a história da capital federal.

Gui Prímola conduziu a equipe de arte; Moisés Dias criou o design; e Gabriel Pereira e Gabriel Foster editaram e captaram o som. Daniel Ferreira selecionou as fotografias. A equipe de tecnologia, composta por Allan Rabelo, Saulo Marques e André Marques, desenvolveu todo o material. A reportagem é de Clara Campoli, Raquel Martins Ribeiro e Felipe Moraes. O texto recebeu supervisão de Lilian Tahan, Priscilla Borges, Maria Eugênia, Olívia Meireles e Luiz Prisco. Por fim, o material foi revisada por Adriano Brasil.

A reportagem que venceu na categoria Best Landing Page mostra como, após 130 anos da abolição da escravatura no Brasil, ainda há 161 mil pessoas submetidas ao trabalho forçado, não remunerado ou em condições degradantes no país, conforme relatório da organização de direitos humanos Walk Free Foundation. O Metrópoles reuniu depoimentos de quem viveu a reescravidão. São palavras sobre resistência e lutas seculares por direitos.

A linha visual do projeto foi criada pela equipe de arte, comandada por Gui Prímola. Moisés Amaral desenvolveu o design, Tauã Medeiros animou os vídeos, Gabriel Pereira coordenou os videomakers, Gabriel Foster captou e editou as imagens em movimento. Daniel Ferreira editou as fotos e Igo Estrela clicou os personagens. Allan Rabelo, André Marques e Saulo Marques criaram os códigos para colocar o especial no ar. Leilane Menezes apurou a reportagem supervisionada por Lilian Tahan, Priscilla Borges, Maria Eugênia e Olívia Meireles.

O especial do (M)Dados sobre as lives de Jair Bolsonaro analisou as transmissões pelo Facebook do presidente para entender quais são as pautas mais importantes para ele. A fim de responder essa questão, Gui Prímola criou o design dinâmico a partir dos vídeos editados por Isabella Almada, Tauã Medeiros e Gabriel Pereira. Allan Rabelo, André Marques e Saulo Marques desenvolveram o especial. Lucas Marchesini levantou os dados supervisionado por Lilian Tahan, Priscilla Borges, Maria Eugênia, Ricardo Taffner e Rafaela Lima. Juliana Afioni revisou todo o material.

Histórico


Desde a sua inauguração, em 2015, o trabalho do Metrópoles é reconhecido pela Society of News Design. O portal ganhou duas medalhas de bronze na primeira edição que participou. Venceu na categoria Notícias Diárias: Cobertura Programada com a matéria Um impeachment em quadrinhos, sobre a derrocada da então presidente da República, Dilma Rousseff (PT). No quesito Projeto, o especial Avisa quando chegar: o assédio que paralisa as mulheres faturou o prêmio.

No ano seguinte, na categoria Single-subject Project, que avalia reportagens especiais, o portal recebeu quatro prêmios de excelência: Ossos do ofício: a rotina cruel dos trabalhadores de frigoríficosTransbrasil – Um embarque para o crime nas rodovias brasileirasChegamos à quarta idade. E agora, estamos preparados?; e As faces das chacinas no cárcere. Já na categoria Experimental Design, a Retrospectiva 2017 faturou a honraria.

Fonte: Metropoles

Leia também

Comunicado: decreto municipal estende até 20 de abril de 2021, o período de suspensão de aulas presenciais nas escolas municipais e estaduais de Monte Mor.

SUSPENSÃO DAS AULAS PRESENCIAIS Fonte: Com informações da Prefeitura de Monte MorLEIA TAMB…