Quer receber as principais Notícias de Hortolândia e região pelo Facebook Messenger? Inscreva-se agora.

Presos queimam colchões em tentativa de rebelião

Divulgação

Presos queimam colchões em tentativa de rebelião

Em uma tentativa de rebelião, detentos do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Americana queimaram colchões, roupas, e entortaram grades das celas do Pavilhão na manhã de ontem. Funcionários do CDP chegaram a ser ameaçados, mas não houve reféns, nem feridos, segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP).

De acordo com Antonio Pereira Ramos, presidente do Sindicato dos Agentes de Escola e Vigilância Penitenciária (Sindespe), o motim foi iniciado devido à superlotação do espaço. “Os presos condenados exigiam a transferência para um complexo penitenciário definitivo, e não um temporário que já está superlotado.

O tumulto começou durante a madrugada e ao amanhecer os detentos se rebelaram, colocando fogo nos colchões. Rapidamente foram contigos pelos agentes penitenciários e pelo Grupo de Intervenção Rápida (GIR)”, explicou. No período da tarde, cerca de 30 presos foram transferidos, segundo Ramos.

A SAP não confirmou o número exato, mas divulgou nota informando que o CDP de Americana opera dentro das normas de disciplina e segurança e que foi instaurado um procedimento de apuração disciplinar.

A secretaria ainda ressaltou que “houve apenas um ato isolado de indisciplina, sem feridos, numa das celas do presídio” e que “os presos que se envolveram no ato foram isolados”.

No dia 21 do mês passado, a Justiça de Americana determinou ao Estado a imediata transferência de presos do CDP de Americana até chegar a uma taxa de ocupação máxima de 137,5% do número de vagas – transferindo ou concedendo progressão de regime aos presos, sob pena de multa.

Ainda cabe recurso à SAP. A ação civil pública foi ajuizada em 2013 pela Defensoria Pública do Estado, depois que foi constatada uma taxa de ocupação de 240% no local.

Escrito por:

Da Agência Anhanguera

Fonte: RAC

Leia também

Conheça 5 museus com estrutura para bebês e crianças de colo

Equipamentos na capital paulista oferecem desde acessibilidade, fraldário até bancos para …