As aulas começaram no dia 6 de fevereiro e o atraso na entrega dos uniformes, para algumas instituições, completa 45 dias

Divulgação

As aulas começaram no dia 6 de fevereiro e o atraso na entrega dos uniformes, para algumas instituições, completa 45 dias

A Prefeitura de Campinas ainda não conseguiu cumprir a promessa de entregar todos os uniformes dos alunos da rede municipal de ensino. As aulas começaram no dia 6 de fevereiro e o atraso para algumas instituições completa hoje 45 dias. Além da vestimenta, parte dos estudantes tem frequentado as aulas sem ter recebido o material escolar, geralmente, composto por mochila, cadernos brochura, lápis, borracha e outros itens.

O Governo Municipal confirmou o atraso, mas não informou quantas escolas ainda precisam receber os kits e as roupas, e nem quando vai completar as entregas. Ao todo, o ensino público da cidade conta com 65,4 mil estudantes, divididos em 206 unidades — 45 de Ensino Fundamental e 161 de Educação Infantil, além de outras 45 escolas conveniadas.

Na edição do dia 26 de fevereiro, o Correio Popular noticiou que a Prefeitura havia homologado a contratação das cinco empresas que deveriam fornecer os uniformes para os alunos com quase 20 dias de atraso em relação ao início das aulas letivas. O despacho havia sido publicado no Diário Oficial no dia 25 de fevereiro — 19 dias após as aulas já terem começado. A pasta prometeu, na época, que até março todos os 139 mil uniformes e os 58 mil kits seriam entregues a um custo de R$ 25,6 milhões.

O atraso na entrega não é novidade para os estudantes, já que eles também sofreram com o problema em 2018. No ano passado, a Prefeitura argumentou que dificuldades financeiras implicaram na demora na aquisição. No que diz respeito aos materiais escolares, a Administração informou, na época, a ocorrência de problemas com o fornecedor. Ao todo, R$ 6,9 milhões foram gastos em 2018. Isso porque havia um estoque oriundo da compra realizada em 2017. Portanto, a Prefeitura apenas completou a quantidade necessária para atender os estudantes.

No mês passado, a Secretaria de Educação informou que o procedimento de compra dos kits de uniforme começou em fevereiro de 2018 e que os processos obedeciam a uma série de ritos que inclui a contestação de editais e impugnação de empresas. “São obrigações legais que devem ser cumpridas e acabaram interferindo nos prazos de entrega” , informou a nota.

Escrito por:

Henrique Hein

Fonte: RAC

Leia também

Vaga(s) de emprego para Gerente de Negócios – v1877194

Conhecimentos necessários: Administrar e atender carteira de associados, seguindo normas o…