Quer receber as principais Notícias de Hortolândia e região pelo Facebook Messenger? Inscreva-se agora.


iSotck/Banco de imagens


A Secretaria Municipal de Segurança de Monte Mor anunciou que deve implantar nas próximas semanas o botão de pânico para auxílio de mulheres vítimas de violência. Essa será mais uma ação da Patrulha Maria da Penha, projeto pioneiro na Região Metropolitana de Campinas que visa garantir medidas protetivas as mulheres vítimas de violência doméstica.

De acordo com o prefeito Thiago Assis a meta é garantir todos os mecanismos possíveis para garantir mais segurança para as mulheres. “Temos que utilizar a tecnologia ao nosso favor. Implantamos o sistema de videomonitoramento que vem sendo um sucesso no trabalho de inteligencia da guarda e, agora, temos esse aplicativo, que ao seu toque é capaz de acionar o comando da Guarda, que poderá agir de uma forma rápida e eficaz”, afirmou.

O secretário municipal de Segurança, Adelício Paranhos, explicou que o aplicativo, com o botão do pânico, está sendo testado pela equipe de inteligência da Guarda Civil Municipal e, a partir da sua liberação, a ideia é difundir essa informação para que as mulheres possam baixar em seus smartphones e assim garantir mais essa ferramenta que lhe trará mais segurança.

“Em nossos testes, o objetivo é que a partir do momento que o botão do pânico for acionado teremos a informação do nome da vítima e a sua localização precisa por meio das coordenadas do GPS. Com isso uma viatura se deslocará imediatamente para averiguar o chamado. O botão do pânico tem o poder de ser o fator surpresa, contribuindo para que o possível agressor seja detido em flagrante”, explicou Paranhos.

Em Monte Mor, apenas nos últimos dois anos, a Patrulha Maria da Penha garante medida protetiva para 81 mulheres, com mais de 2 mil visitas domiciliares. Foram presos 32 agressores contra mulheres. 

Escrito por:

Agência Anhanguera de Notícias


Fonte: RAC

Leia também

Conheça 5 museus com estrutura para bebês e crianças de colo

Equipamentos na capital paulista oferecem desde acessibilidade, fraldário até bancos para …