O material é analisado em razão da possível ligação entre a tentativa de assalto à transportadora de valores, em Ribeirão preto

As armas apreendidas no Jardim Novo Ângulo, na cidade de Hortolândia, no interior do Estado, continuam em São Paulo para teste balístico. O material é estudado para verificar se há relação com a tentativa de assalto à transportadora de valores Brink’s, em Ribeirão Preto.

A informação foi atualizada na manhã desta terça-feira, 6, pelo diretor do Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo Interior (Deinter 3). “Nós estamos fazendo um confronto balístico lá em São Paulo para ver se são as mesmas armas usadas aqui. O resultado pode auxiliar nas investigações”, falou João Osinski.

Ao todo, a Polícia Militar apreendeu seis armas, munições, roupas camufladas, carregadores, coletes e capacete à prova de balas, em Hortolândia, no interior de São Paulo, no dia 30 de outubro. A ação ocorreu após uma denúncia anônima.

Entre o armamento estão fuzis, uma espingarda e um rifle ponto 50. Está última é capaz de furar veículos blindados, como carro-forte, e/ou derrubar helicóptero. As armas são de uso restrito das Forças Armadas.

“A apuração dos fatos é realizada pela Delegacia de Investigações Gerais de Ribeirão Preto. Até o momento, o Deinter 3 não possui informações sobre a quadrilha, paradeiro de assaltantes ou se os matérias realmente estão ligados ao assalto do dia 29 de outubro”, finalizou o diretor.

 

 

Carregar mais em Notícias

Leia também

Motociclista morre atropelado por ônibus após acidente de moto em Hortolândia

Esse é o segundo acidente com vítima fatal em menos de 24 horas na cidade. Um motociclista…