Hortolândia substituiu nove dos 18 médicos que saíram do programa com o fim do convênio entre Brasil e Cuba

Oito novos profissionais do programa do Governo Federal Mais Médicos começaram a trabalhar nas unidades de saúde da Prefeitura de Hortolândia, nesta segunda-feira (17/12). Até a data de hoje, nove médicos brasileiros se apresentaram à Prefeitura para preencher as 18 vagas abertas na cidade após a saída dos profissionais cubanos do programa. Todos participam de processo de integração antes de começar a atuar nas unidades de saúde. De acordo com a Secretaria de Saúde, as outras nove vagas devem ser preenchidas num segundo chamamento, atendendo a um edital que o Ministério da Saúde deve lançar, nos próximos dias, para profissionais estrangeiros. O município contava com 26 profissionais do Programa Mais Médicos, sendo 18 cubanos.

A notícia é positiva principalmente para a população da área de abrangência das UBSs (Unidades Básicas de Saúde) Jd. São Sebastião, Pq. Orestes Ôngaro, Jd. Adelaide e Jd. Nova Europa, que voltaram ao atendimento normal. Estas unidades contavam exclusivamente com profissionais cubanos e ficaram sem médicos, desde o dia 21 de novembro. “Os médicos que já se apresentaram realizam um processo de integração, onde conhecem o trabalho das unidades de saúde e o serviço das equipes. Eles serão distribuídos, prioritariamente, às unidades que ficaram sem profissionais após a saída dos médicos cubanos, e também para as demais unidades”, ressaltou a secretária de Saúde, Odete Carmem Gialdi.

A Administração Municipal conseguiu estruturar e ampliar a rede de atenção básica na cidade com apoio do Programa Mais Médicos, já que a contratação de profissionais sempre foi um desafio para todos os municípios brasileiros. Hoje, Hortolândia conta com 17 unidades básicas de saúde.

Leia também

Consultoria em RH está contratando Operador de Produção e mais 3 áreas em Hortolândia

A Expert Consultoria é uma empresa especializada em Serviços de Recursos Humanos que, em s…