Dados são referentes aos meses de agosto e setembro deste ano, quando a Prefeitura também reduziu a velocidade permitida, de 60 km/h para 50 km/hora, nas vias mais perigosas da cidade

Hortolândia não registrou mortes no trânsito em agosto e setembro deste ano, período em que a Prefeitura realizou os testes de radares e reduziu a velocidade permitida nas vias mais perigosas da cidade de 60 km/h para 50 km/hora. A informação, divulgada pela Secretaria de Mobilidade Urbana, faz parte do mais recente relatório elaborado pelo Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, iniciativa do governo estadual. Já em 2017, o município registrou uma morte em agosto e nenhuma em setembro. A fiscalização eletrônica é uma das ações anunciadas pelo prefeito Angelo Perugini como parte do pacote de medidas para reduzir os acidentes na cidade.

Para o secretário de Mobilidade Urbana, Atílio André Pereira, estes números positivos são resultado das ações que a Administração realiza para garantir mais segurança no trânsito. “Podemos atribuir este resultado positivo a duas medidas implementadas neste ano pela Prefeitura: a implantação de radares nas vias mais perigosas da cidade, em fase de teste, e a redução da velocidade permitida de 60 km/hora para 50km/hora”, destaca o secretário.

O período de teste dos radares foi feito justamente entre os meses de agosto e setembro. Ainda em setembro, a Prefeitura homologou a contratação da empresa que prestará o serviço de radar. Antes de entrarem em funcionamento, os novos equipamentos serão aferidos pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia). De acordo com a Secretaria de Mobilidade, a previsão é que os radares comecem a funcionar em dezembro.

No período de teste de radares, foram monitoradas as velocidades de 115.208 veículos que trafegaram nas avenidas Ana Thereza Cecon Breda, na Vila Real, e Olívio Franceschini. Deste total, 4.757 veículos foram flagrados acima da velocidade permitida. Parte deles, em velocidade de até 119 km/h, segundo balanço divulgado pela Secretaria de Mobilidade Urbana.

A redução da velocidade para o tráfego de 60 km/h para 50 km/h foi implementada em nove vias da cidade: avenidas da Emancipação, Olívio Franceschini, Santana, São Francisco de Assis, Thereza Ana Cecon Breda, Brasil (Jd. Amanda), Estrada Municipal Sabina Batista de Camargo (Estrada da Granja) e ruas Augusto dos Anjos (Jd. Amanda) e Luiz Camilo de Camargo (principal rua do comércio).

Em parceria com a Polícia Militar, a Administração realizou um estudo contínuo dos acidentes de trânsito registrados na cidade. Dados de janeiro a julho deste ano apontam que os acidentes com morte não apresentaram queda, se comparados ao mesmo período do ano passado: em 2017, foram 18 mortes; em 2018, foram 17 no mesmo período.

ACIDENTES COM VÍTIMA

Ainda de acordo com o secretário Atílio Pereira, outra ação da Prefeitura que contribuiu para a cidade não ter registrado mortes no trânsito em agosto e setembro deste ano é o trabalho de sinalização de vias em diferentes regiões do município. Esta ação integra o convênio que o município possui com o Detran (Departamento Estadual de Trânsito), por meio do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, para sinalização de diversas vias no entorno de escolas na cidade. Pelo convênio, o município investe cerca de R$ 1 milhão para a execução do serviço.

Outro número do mais recente relatório do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito que o secretário Atílio Pereira destaca é a redução de 50% no número de acidentes de trânsito com vítima. Em agosto deste ano foram 12, já em agosto de 2017 foram registrados 21. Já em setembro deste ano, houve 14 acidentes com vítima. Em setembro de 2017, foram 18.

Os dados mais recentes do relatório ainda apontam que houve redução no número geral de acidentes de trânsito na cidade. Em agosto deste ano foram 103, enquanto que em agosto de 2017 foram 112. Já em setembro deste ano houve 79 acidentes, e em setembro de 2017 foram 88.

PAINÉIS

Além dos radares, a Prefeitura instalou, no mês passado, painéis eletrônicos móveis, um na avenida da Emancipação e outro na avenida Santana, que exibem, por meio de luzes de LED na cor laranja, mensagens de orientação para motoristas. De acordo com o diretor de planejamento e projetos da Secretaria de Mobilidade Urbana, Ricardo Barbosa, o objetivo é realizar campanhas de educação e conscientização no trânsito por meio dos dois painéis. Os equipamentos também serão utilizados para informar os motoristas sobre início da aplicação de multas por meio dos radares.   

As ações de segurança viária integram o PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento), conjunto de mais de 100 obras e serviços que a Administração realizará para reestruturar o sistema viário, modernizar a cidade, gerar emprego e renda com mais investimentos em saúde e educação.

Carregar mais em Cidade

Leia também

Bombeiros ajudam Caminhão que ficou enroscado em árvore na …

Um caminhão ficou enroscado em uma árvore da rua Prof. João Duarte Paes na tarde desta sex…